Sábado, 25 de Maio de 2019
POLÍTICA

Com 59% dos votos, Tico Bráz é eleito prefeito de Caapiranga para mandato 'tampão'

Tico, que também é vereador e presidente da Câmara Municipal, assumiu a prefeitura interinamente em janeiro de 2018 em substituição a Moisés Costa



WhatsApp_Image_2019-04-07_at_18.19.52_CC746109-F631-4F60-B00A-B150F95B261B.jpeg
Foto: Márcio Silva
07/04/2019 às 20:09

O prefeito interino de Caapiranga (a 133 quilômetros de Manaus, Francisco Brás (DEM), o “Tico Bráz”, foi eleito, neste domingo (7), com 3.932 votos (59,05% do total de votos válidos ) para o mandato  “tampão” de dezoito meses. O candidato Tonico Queiroz (Pros) obteve 2.727 votos (40,95%).

Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 8.631 eleitores comparecem às urnas, o que representa 79,20% do universo de pessoas aptas a votar (8.631). A abstenção alcançou 20,80%, ou seja, 1.795 eleitores deixaram de exercitar o direito ao voto. Votos brancos somaram 18; nulos totalizaram 159.

Tico Bráz, que também é vereador e presidente da Câmara Municipal de Caapiranga, assumiu a prefeitura interinamente em janeiro de 2018 em substituição a Moisés Costa, ex-vice-prefeito, que havia ascendido ao cargo com o afastamento do titular Antônio Lima, o Pongó.

Em comício realizado na noite da última quinta-feira (4), ele prometeu investimentos em educação tecnológica e na modernização do setor primário, além de continuar os projetos que começou no mandato interino.

“Quero ampliar o programa de bolsas aos universitários para terem mais condições ao Ensino Superior. Temos que fazer a mecanização de terras e investir na piscicultura para dar mais autonomia econômica ao agricultor, além de levar banda larga ao interior”, declarou.

Eleitores

As filas para a votação do pleito começaram cedo, em torno das 6h30, em meio a chuva que atingiu o município. Após os portões abrirem, com 45 minutos de votação, mais de 200 pessoas já haviam passado no maior colégio eleitoral de Caapiranga, a Escola Estadual Carmina de Castro. 

O trabalhador rural aposentado, Ancelmo Barbosa, 82, foi um dos primeiros a votar. Mesmo com a dificuldade de locomoção, ele disse que um voto faz grande diferença na disputa eleitoral e reiterou a relevância do exercício do livre voto. "A gente dá um voto e já ajuda eles. Mesmo eles não ajudando ninguém e fazendo o que bem entendem, essa é a obrigação do brasileiro, do cidadão", disse.

Segundo o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), que afere três indicadores da população – longevidade, educação e renda – Caapiranga apresenta um IDHM de 0,569, considerado baixo pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.