Publicidade
Manaus
MUITA EMOÇÃO

‘A Crítica pertence ao povo do Amazonas’, diz Dissica Calderaro durante desfile

Desfilar na avenida do samba para a família Calderaro é retornar ao ano de 1995 quando Umberto Calderaro foi homenageado em vida pela Vitória Régia 03/03/2019 às 00:25 - Atualizado em 03/03/2019 às 01:09
Show calderaro 123 a0bd1d0a 1b6e 455e 86ba b45b9d04e771
Filha de Umberto Calderaro, a jornalista e empresária Cristina Calderaro Corrêa (ao centro) e seus filhos e netos durante desfile. Foto: Euzivaldo Queiroz
Larissa Cavalcante Manaus (AM)

A família Calderaro acompanha todo o desfile da Vitória Régia no chão da avenida do samba com muita alegria e felicidade à homenagem ao jornalista Umberto Calderaro. A verde e rosa em seu enredo contou a história pioneira de Calderaro e celebrou os 70 anos do jornal A Crítica, será comemorado no dia 19 de abril.

O vice-presidente da Rede Calderaro de Comunicação (RCC), Dissica Calderaro, disse que o momento é de memória e de comemoração aos 70 anos de uma “história bonita, de uma empresa que não pertence à família Calderaro, pertence ao povo do Amazonas”.

“A gente recorda e volta em 1995 quando nosso fundador, meu avô, teve a maior alegria em vida que foi o desfile da Vitória Régia. Nesta ocasião, celebramos a memória, reafirmar o compromisso e a responsabilidade de honrar de mãos dadas com o povo, com o Carnaval e com tudo que é desta terra”, afirmou.

Onze vezes campeã do Carnaval de Manaus, esta é a 2º vez que a verde e rosa homenageia A Crítica e o criador da Rede Calderaro de Comunicação (RCC): em 27 de fevereiro de 1995, num desfile histórico, a agremiação trouxe para a avenida o tema "Hoje Quem Bota a Banca Sou Eu". Foi como o prenúncio de sua despedida, que ocorreu em junho daquele mesmo ano.

Ficha técnica

Escola: Vitória Régia   

Enredo: “Tinta nas veias, a verdade nas mãos: na Crítica de Calderaro ’70 Anos’ a Voz de uma Nação”

Fundação: 1° de dezembro de 1975

Componente: 3.500

Entrada na avenida: 23h14

Publicidade
Publicidade