Terça-feira, 25 de Junho de 2019
CRESCIMENTO

Com 75 novos casos, sobe para 519 o número de pacientes com sarampo em Manaus

Jorge Teixeira, na Zona Leste, e Cidade Nova e Novo Aleixo, na Zona Norte, são os bairros com maior incidência de casos, de acordo com o Informativo Epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (23)



sarampo.jpg Foto: Reprodução/Internet
23/07/2018 às 16:33

O 20º Informativo Epidemiológico de Monitoramento dos Casos de Sarampo, divulgado nesta segunda-feira (23), aponta que Manaus registra 519 casos confirmados da doença, 75 a mais do que o indicado há uma semana. No total, desde fevereiro, Manaus tem 3.528 notificações de sarampo, o que inclui os 519 casos já confirmados, os 2.890 que estão em investigação (aguardando o resultado laboratorial) e 119 que foram descartados.

Divulgado semanalmente pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), o Informativo Epidemiológico reúne informações analisadas pelos representantes da Sala de Situação de Vigilância em Saúde, composta pela Secretaria de Estado de Saúde (Susam), Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) e Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado.

O novo informativo mostra que 48,9% dos casos confirmados estão na faixa etária de até cinco anos, seguido da faixa etária de 20 a 29 anos (17%). Entre todas as notificações, que abrangem os casos ainda em investigação, a faixa etária de 20 a 29 anos é a mais atingida, representando 25,1%.

Por local de residência, do total de 3.528 notificações, o Informativo Epidemiológico mostra que a Zona Norte registra 1.322 casos notificados, a Zona Leste tem 1.174, Zona Oeste com 478, Zona Sul com 508 e zona rural com 46 casos.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, a partir dos dados apresentados no informativo epidemiológico, a Semsa realiza o planejamento das ações de combate ao sarampo.

“É o caso da varredura vacinal nas zonas Norte e Leste, que apresentam 70,8% do total de notificações, e da intensificação de ações para imunizar crianças, adolescentes e adultos jovens, programadas em escolas e universidades”, explica Marcelo Magaldi.

Como parte da segunda etapa do Plano de Intensificação Contra o Sarampo em Manaus, iniciado no dia 16 de julho, a Semsa está executando uma varredura vacinal nos três bairros com maior incidência de casos de sarampo: Jorge Teixeira, na Zona Leste, e Cidade Nova e Novo Aleixo, na Zona Norte.

Durante a varredura, profissionais de saúde realizam a avaliação da situação vacinal da população, com visitas domiciliares, para a vacinação contra o sarampo na faixa etária de seis meses a 49 anos. O trabalho acontece de segunda a sexta-feira, das 15h às 20h. Nos finais de semana, a varredura é feita no horário das 8h às 13h.

“O objetivo é facilitar ao máximo o acesso da população aos serviços de imunização e, assim, controlar a transmissão do sarampo em Manaus. Além da varredura nos bairros de maior incidência, a Semsa está fortalecendo o trabalho nas 183 salas de vacina com a oferta da tríplice viral, que imuniza contra o sarampo, a rubéola e caxumba”, informa Marcelo Magaldi.

Campanha

De acordo com o 20º Informativo Epidemiológico, a Campanha Municipal contra o Sarampo, iniciada no dia 14 de abril e direcionada para crianças de seis meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias, atingiu 95,22% do público-alvo, tendo vacinado 182.429 crianças.

Nesta segunda-feira (23), não será realizada a “varredura vacinal” no bairro Jorge Teixeira em decorrência de problemas de energia elétrica naquela área. A suspensão da ação se dá em virtude da necessidade de manutenção do imunobiológico (vacina) em temperaturas baixas", explicou a Semsa por meio de nota.

Segundo a secretaria, os trabalhos serão retomados nesta terça-feira (24), seguindo os roteiros preestabelecidos.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.