Publicidade
Manaus
APOIO

Diretores da ALE-AM irrigam candidatura de David Almeida ao governo do Estado

Ocupantes de cargos de direção da Assembleia, como procuradores, diretores e auditores doaram R$ 181,5 mil à campanha do presidente da casa 26/09/2018 às 02:42
Show david almeida 573a36e2 0e60 4a55 93f3 e55fe2931ba5
Foto: Arquivo/AC
Larissa Cavalcante Manaus (AM)

Diretores administrativos da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM) são os principais doadores da campanha do candidato ao Governo do Estado pela Coligação ‘Renova Amazonas’, David Almeida (PSB). David ocupa o cargo de presidente da Assembleia no biênio 2017/2018.

A campanha de David já recebeu o montante de R$ 234,2 mil em transferências eletrônicas de pessoas físicas, conforme dados disponíveis na ferramenta DivulgaCand do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O diretório nacional do PSB doou para campanha do candidato R$ 1 milhão. Sua receita soma 1,2 milhão.

A lista é encabeçada pelo diretor geral da ALE-AM, Wander Motta que doou R$ 20 mil. Doações no valor de R$ 15 mil foram feitas pela diretora geral adjunta Anabela Cardoso, pelo procurador geral da Casa Wander Goes, o diretor de apoio da mesa diretora Jorge Luiz Jordão, o diretor de segurança legislativa Tenente Coronel Francisco Passos Lopes, o diretor de orçamento e finanças Clécio da Cunha Freire, o diretor de saúde Arnoldo Rodrigues Andrade e também pelo presidente da Comissão Permanente de Licitação, Ebenezer Albuquerque.

O  ex-vereador e atual diretor de serviços gerais, Walfran de Souza Torres, doou R$ 14,5 mil, o diretor de informática Sandro Elias de Medeiros e o diretor do Centro de Cooperação Técnica ao Interior Elionai de Oliveira doaram, respectivamente, R$ 12 mil.

O auditor geral da Assembleia Célio Bernardes Guedes disponibilizou R$10 mil para campanha. A diretora de apoio Legislativo, Luzia Aldenize Nascimento Albuquerque doou R$8 mil. A quantia de R$2.600 foi o menor valor de doação recebida para custear a campanha.

A portaria de nomeação, da maioria, dos diretores consta no Diário Oficial da ALE-AM do dia 01 de fevereiro de 2017, mesmo dia em que David foi empossado como presidente.

Doações só chegam a 20% do teto de gastos

A 11 dias do pleito, os sete candidatos ao governo do Amazonas só arrecadaram 20% de um total de R$ 39,2 milhões permitidos para gastos de campanha no primeiro turno. Os postulantes ao cargo de governador totalizam R$ 7,9 milhões em doações, a maioria oriundo de repasses dos partidos.

Publicidade
Publicidade