Publicidade
Manaus
CAMPANHA

Universitária faz campanha para vender 300 frangos e conseguir pagar faculdade

A estudante Andréa Márcia, de 27 anos, tem até 15 de fevereiro para pagar pendência financeira de R$ 7,5 mil e se matricular 14/02/2018 às 15:56 - Atualizado em 14/02/2018 às 15:58
Show 98
Foto: Divulgação
Vanessa Marques Manaus (AM)

Vender 300 frangos assados até 15 de fevereiro. Essa é a meta da estudante de jornalismo Andréa Márcia Souza Reis, de 27 anos. Faltando apenas um período para se formar, ela está correndo contra o tempo para conseguir pagar uma pendência financeira na faculdade e assim se matricular.

Por conta de um descuido, ela que pagava a faculdade por meio do financiamento estudantil, perdeu o prazo para atualização e agora precisa pagar todas as mensalidades do 7º período de uma só vez, antes de fazer a matrícula.

“Eu perdi o prazo do Fies, acabei não atualizando o financiamento no período passado e agora estou com uma dívida de quase R$ 7 mil. Como não tenho cartão de crédito para conseguir parcelar, preciso pagar o valor todo até o dia 15”, conta a estudante.

Andréa revelou que precisa ao todo de cerca de R$ 7,5 mil para pagar a dívida na faculdade e a matrícula, e a maneira que encontrou para levantar a quantia em pouco tempo foi vender frango. “Tava conversando com minha mãe sobre minha situação, quando tive a ideia de vender os frangos”.

O frango assado acompanhado de baião de dois e farofa custa R$ 25. Para conseguir o dinheiro necessário ela precisa vender 300 unidades. O ponto de vendas dela fica situado na rua Artur Bernardes nº 413, bairro São Jorge, Zona Oeste, ao lado da Best Car.

Campanha na internet

Para divulgar a novidade e conseguir clientes Andréa postou nas redes sociais a nova empreitada junto com um texto que expõe o problema. “É engraçado, mas não é brincadeira, estou escrevendo aqui chorando, com (um pouco) de vergonha, mas não posso desistir, é meu ultimo período!’ diz um trecho do texto.

O post de Andréa, sensibilizou amigos, que compartilharam  e alguns até a ajudaram com quantia em dinheiro. “Um amigo depositou R$ 100 na minha conta, outra amiga veio aqui em casa e trouxe R$ 50, quando ela me entregou eu chorei muito, porque quero muito concluir minha graduação”, desabafa.

Publicidade
Publicidade