Publicidade
Manaus
LEI PERMITE

Porão do Alemão diz que Lei permite entrada de policiais com armas em casas noturnas

Por meio de nota divulgada à imprensa, o bar destacou que o delegado Gustavo Sotero "passou pelo rigoroso sistema de revista e registro, tendo sua arma cautelada". 25/11/2017 às 10:46 - Atualizado em 25/11/2017 às 11:37
Show por o
(Foto: Google Maps)
acritica.com Manaus (AM)

O Porão do Alemão se pronunciou sobre o tiroteio que aconteceu na madrugada deste sábado (25) e que culminou com a morte do advogado Wilson Filho, além de ter deixado outras três pessoas feridas. Por meio de nota divulgada a imprensa, o bar informou que o autor dos disparos, o delegado Gustavo Sotero, "passou pelo rigoroso sistema de revista e registro, tendo sua arma cautelada".

De acordo com o estabelecimento, os frequentadores do local sabem que revistas são feitas para que civis não adentrem a casa armados. No entanto, segundo a Lei 10.826/03  bem como a Portaria Normativa N.º 09/2013-GDG/PC, policiais podem utilizar armas, inclusive em casas noturnas, eventos públicos ou privados.

O Porão também agradeceu os seguranças que contiveram a situação durante o tiroteio e destacou que a equipe do estabelecimento adotou os procedimentos necessários no atendimento às vítimas.

Confira a nota na íntegra:

Lamentamos o ocorrido na madrugada do dia 25 de novembro.

Quatro pessoas foram atingidas e só quem nos conhece sabe o quanto é doloroso escrever isso.

Todos sabem o quanto prezamos pela segurança, revistando, abordando e nunca permitindo que civis adentrem a casa armados.

Porém muitos não conhecem a Lei 10.826/03 (https://goo.gl/izqze) bem como a Portaria Normativa N.º 09/2013-GDG/PC que permite que policiais estejam armados, inclusive em casas noturnas, eventos públicos ou privados.

O policial passou pelo nosso rigoroso sistema de revista e registro, tendo sua arma cautelada.

Não dormimos ainda, estamos cansados, chocados e até sendo atacados pelas diversas opiniões de pessoas desinformadas.

Nos solidarizamos com todos os envolvidos neste incidente e nesse momento estamos colaborando com as autoridades que investigam o caso.

Agradecemos de coração aos seguranças que contiveram a situação. Nossa equipe adotou os procedimentos necessários no atendimento às vitimas.

Trabalhamos tanto pelo direito de se divertir fora de casa... quem frequenta e nos acompanha sabe disso.

Pedimos desculpas pela nota tardia. Estávamos atendendo e colaborando com as autoridades.

Não funcionaremos hoje em respeito às vítimas e seus familiares.

LEIA MAIS

Quatro pessoas são baleadas durante a madrugada no bar Porão do Alemão

Corregedora diz que assassinato pode gerar demissão de delegado dos quadros da PC

Advogado foi vítima fatal de disparos feitos por delegado no Porão

Publicidade
Publicidade