Quarta-feira, 19 de Junho de 2019
APURAÇÃO

PM diz que 'não há confirmação de roubo ou furto' no Amazonas Shopping

Corporação afirmou que foi chamada para atender ocorrência, mas que não houve confirmação; shopping ainda não se posicionou



WhatsApp_Image_2019-04-28_at_19.47.41_A121A2EE-F5D1-4EC3-AB04-058CF463BB2F.jpeg (Foto: Márcio Silva)
28/04/2019 às 20:08

A Polícia Militar informou que não há "comprovação de roubo ou furto" no Amazonas Shopping na noite deste domingo. A PM foi acionada após uma correria no local que começou após informações entre clientes de que haveria um assalto no local. As lojas do shopping chegaram a ser fechadas. 

Em nota, a PM afirmou que foi acionada "para atender um chamado de suposta tentativa de roubo a um shopping na zona centro-sul de Manaus, na noite deste domingo (28/04)".  Segundo a nota, policiais da 22ª Cicom, que mantém uma base nas proximidades, fizeram o primeiro atendimento e pediram reforços das equipes da Rocam e Força Tática em virtude da intensa movimentação de pessoas. O secretário de segurança pública , coronel Louismar Bonates, também esteve no local. 

"Vi muitas pessoas correndo inclusive loja fechada. Mas ninguém falou se teve assalto ou não", afirmou uma testemunha, que preferiu não se identificar. Uma funcionária de de loja também confirmou o fato. "Teve segurança correndo e vimos alguns policiais. O pessoal foi pedindo para fechar as lojas", disse.  Cerca de meia hora após o tumulto, o shopping voltou a funcionar, ainda que parcialmente. 

A PM afirmou, na nota, que orientou a direção do shopping a registrar um Boletim de Ocorrência e fornecer as imagens de segurança para melhor apuração dos fatos. Até o momento, não houve um posicionamento oficial do centro de compras a respeito do ocorrido. 

Receba Novidades

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.