FESTA DA VITÓRIA

Aos prantos, presidente do Caprichoso comemora vitória: “Venceu o maior festival de todos os tempos”

Já o Amo do Boi, Prince do Caprichoso, que ganhou como item individual, deixou a modéstia de lado ao celebrar a vitória: "Vão ter que arrumar mais um amo pra ver se me vencem"

Isabella Pina
online@acritica.com
27/06/2022 às 16:21.
Atualizado em 27/06/2022 às 16:21

A festa azulada tomou conta do Bumbódromo na tarde desta segunda-feira (27) (Foto: Arlesson Sicsú)

A festa azul e branca começa agora, na tarde desta segunda-feira (26), e não tem hora para acabar. Com o grito entalado há quase três anos pela falta de festival, e sem ser campeão desde 2018, o Caprichoso lavou a alma quando oito décimos de diferença anunciaram sua vitória no 55º Festival Folclórico de Parintins.

Aos prantos, abraçado a membros da diretoria, o presidente Jender Lobato se emocionou muito no discurso da vitória quando exaltou o amor ao parintinense e a conquista do título do maior festival de todos os tempos. 

"No Caprichoso, venceu a harmonia, venceu o amor. Venceu o amor pelos parintinenses que sabem fazer esse festival. Só os parintinenses que fazem esse festival para que todo mundo goste. O Caprichoso é isso", anunciou.

O presidente do boi Caprichoso, Jender Lobato, ergue o troféu de campeão de Parintins 2022 (Foto: Arlesson Sicsu)

A plenos pulmões, falou de emoção - provocando o contrário - e evocou o poder de comover do Touro Negro.

"O Caprichoso é paixão, é tradição. O Caprichoso também é emoção. Venceu o maior festival de todos os tempos. Vamos comemorar muito nesse sentimento porreta. Vamos levantar o nosso troféu no guindaste mais alto porque somos campeões".

O Amo do Boi, Prince do Caprichoso, que ganhou como item individual, deixou a modéstia de lado ao celebrar a vitória - mais uma vez - dentro da sua posição ao lado da Nação Azul e Branca.

"Eles vão ter que arrumar mais um amo pra ver se me vencem. Sou um cara simples, mas às vezes é bom falar das nossas qualidades também. Uma vez me perguntaram: Prince, como é nunca ter perdido? É bom para ca***", celebrou.

Outro que se juntou à festa com a galera na saída do bumbódromo, rumo a carreata ao curral Zeca Xibelão foi o tripa Alexandre Azevedo.

O tripa do Boi Caprichoso, Alexandre Azevedo, comemora o título de campeão (Foto: Arlesson Sicsu)

"O sabor da vitória é muito bom. Encantamos os olhos de quem veio assistir de dentro e de fora. Essa vitória é para lavar a alma depois de quase três anos sem festival. Graças a deus pude gabaritar no meu item".

Milhares de torcedores, em transe e em comunhão, tomaram as ruas da Avenida Nações Unidas e seguem, agora, na tradicional carreata de festa da vitória para celebrar o título.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por