Sábado, 22 de Fevereiro de 2020

#DFB: Sucesso do Dragão Fashion Brasil é modelo para outras semanas de moda


11/05/2018 às 16:30

Rosiel Mendonça*
@rosielmendonca

FORTALEZA (CE) – Até este sábado, Fortaleza será a capital da moda brasileira. Foi debaixo de uma chuva incessante que a reportagem desembarcou na cidade para acompanhar mais uma edição do Dragão Fashion Brasil (DFB), que se orgulha de ser o maior evento de moda autoral da América Latina. A programação do evento, que começou na quarta-feira (9), conta com um line-up de 38 desfiles, entre marcas e estilistas locais, grandes players nacionais e criadores emergentes.

O ponto de encontro de fashionistas e compradores tem sido o Terminal Marítimo de Passageiros, que também abriga uma intensa agenda cultural, acadêmica e gastronômica durante os dias de DFB. A edição deste ano é pautada pelos princípios da Economia Circular e da Economia Criativa, como explicou o idealizador do evento, Claudio Silveira.

“Uma programação múltipla como a dessa edição tem a ver com os dois verbos que nós elegemos para nortear os 360 graus de ações do DFB Festival 2018: transformar e manifestar. É olhar a realidade através de todas as camadas, abrangendo todos os sentidos e todas as direções”, destacou.

Embora movimente o segmento da moda cearense há 19 anos, foi há apenas dois que o Dragão Fashion se transformou em festival, uma jogada ousada em busca de inovação. Segundo Claudio Silveira, hoje o evento se consolida como uma plataforma multidisciplinar, com a inclusão de atividades culturais e de formação.

Além da área gastronômica, em que é possível conhecer um pouco da culinária cearense contemporânea e essencialmente urbana, o DFB 2018 também conta com dois palcos de música onde já se apresentaram a cantora IZA e a banda As Bahias e a Cozinha Mineira, na quarta e na quinta, respectivamente. No sábado, quem fecha o festival em grande estilo é Karol Conka.

Para Silveira, esse formato de artes integradas tem atraído um público mais diversificado para o Dragão Fashion, antes restrito a convidados e “entendidos”. “Em tempos de temperatura elevada em todos os setores da nossa sociedade, é preciso se posicionar de forma positiva para garantir a máxima participação de todos os indivíduos, sem discriminação, censura ou limitação. Isso só reforça a nossa missão maior, que é promover a inovação e o acesso às mais diversas formas de produção criativa”.

E, ao que tudo indica, o DFB Festival vai fazer escola: os novos organizadores da São Paulo Fashion Week, cuja relevância se encontra em declínio, já sinalizam o desejo de apostar nesse modelo multidisciplinar em suas próximas edições.


Nova coleção de Lindebergue Fernandes fechou o primeiro dia de desfiles

Desfiles

Novos nomes foram adicionados ao line-up do DFB 2018, como a paulistana minimalista D-Aura; o projeto cearense Elo.Collab, capitaneado por um trio de mulheres com foco em utilizar roupas e roupas e acessórios como plataformas de expressão, que saúdam a memória de mulheres arquetípicas da história do Brasil, símbolos reais de luta e empoderamento femininos; a cosmopolita Tanden e as apostas Jonhson Cavalcante, Bruno Olly, Ivanovick, Fábio Caracas e Herculano Marques.

Quem estreou na passarela do DFB e abriu o evento na quarta-feira foi a marca de beachwear Flee, com a coleção “Autodevota”, que buscou inspiração na deusa que cada mulher encontra dentro de si, numa celebração ao amor próprio. Mas o destaque do primeiro dia ficou por conta do cearense Lindebergue Fernandes, veterano do DFB e conhecido por trazer muita personalidade nas suas criações com seu viés político e lúdico.

*O jornalista viajou a convite da organização do evento


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.