Sábado, 19 de Junho de 2021

Azul vai atender o Amazonas com voos para 8 novos destinos e irá retomar operações em três cidades; saiba quais

A decisão da Azul de ampliar os voos no Amazonas acontece na mesma semana que a Gol anunciou a compra da MAP Linhas Aéreas, companhia que atende Manaus e o interior do estado.


10/06/2021 às 11:35

A partir do segundo semestre deste ano a companhia Azul vai operar voos comerciais para 8 novos destinos no interior do Amazonas, além voltar a atender mais três cidades no estado. (Veja lista abaixo). Segundo a companhia, esse é o maior plano de expansão regional da história da aviação brasileira no estado. Os novos voos fazem parte de uma parceria do governo do Amazonas,Governo Federal e Azul.

Os novos voos para Barcelos, Apuí, Eirunepé, Itacoatiara, Humaitá, Borba e Novo Aripuanã terão seu início após a conclusão dos investimentos em infraestrutura aeroportuária. A intenção da Azul é começar a atender esses destinos no segundo semestre deste ano.

Os detalhes sobre a ampliação da malha aérea do estado foram divulgados na manhã desta quinta-feira (10/06) em Manaus e Brasília, em encontro entre representantes da empresa, o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, o Ministro do Turismo, Gilson Machado, e parlamentares da bancada amazonense.

São Gabriel da Cachoeira, cidade que a Azul havia anunciado interesse em operar, já tem data para receber voos da companhia. Os voos para Manaus começam a partir de 3 de agosto. Serão três frequências por semana em cada sentido em aeronaves da Embraer-195 com 118 assentos.

Os voos de Manaus para Parintins, que antes eram realizados em aronaves com nove assentos, serão operados também com os jatos da Embraer a partir de 2 de agosto. Atualmente os voos são feitoss pela  Azul Conecta, empresa que pretence a Azul. A VoePass, antiga MAP Linhas Aéreas, já oferece voos entre as duas cidades.

Manaus terá voos da Azul para 23 destinos

Segundo a Azul, Coari, Lábrea e Maués, outros destinos atendidos que despertam o interesse da Azul Conecta, terão suas operações implementadas conectando Manaus até outubro, e a expectativa da empresa é oferecer melhores opções de horários e conectividade para esses voos.

Com os novos destinos e a reativação em três cidades, a Azul terá no Amazonas uma operação rno estado utilizando todos os tipos de aeronaves da frota, de nove a até 300 assentos, operando cerca de 27 voos diários a partir da capital e atendendo 23 destinos diretos desde a capital amazonense.

Frase...

“Nosso acordo com o governo do Amazonas e a administração federal permitirá que, pela primeira vez em sua história mais recente, o Amazonas tenha uma grande quantidade de cidades servidas por uma companhia aérea de expressão nacional e internacional, provendo a conectividade de Clientes e negócios com os mais altos padrões de segurança e qualidade operacional. Vamos utilizar todos os modelos de aviões de nossa frota, baseando tripulação, aeronaves e manutenção em Manaus, garantido assim perenidade e regularidade às operações”, disse John Rodgerson, presidente da Azul.

Mais concorrência no Amazonas

A decisão da Azul de ampliar os voos no Amazonas acontece na mesma semana que a Gol anunciou a compra da MAP Linhas Aéreas, companhia que atende Manaus e o interior do estado. A tendência é de mais oferta de passagens aéreas baratas no Amazonas. A Gol terá condições de anpliar a oferta de voos no estado, aumentando a concorrêmcia com a Azul.

Quem for viajar no mês de agosto encontra passagens aéreas de ida e volta de Manaus para Parintins por apenas R$ 578,96, valor com todas as taxas incluídas, nos voos da Azul. 

                    Confira os detalhes dos voos da Azul no Amazonas

 

Garanta aqui passagens aéreas de ida e volta Manaus/Parintins por R$ 578,96

 

Pretende viajar para outro destino? Garanta aqui descontos especiais na compra das passagens aéreas

 

 

 

Partindo de
Garanta aqui as passagens para a partir de R$

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.