Segunda-feira, 10 de Maio de 2021
Novo decreto

Manaus sai da situação crítica e volta para a ‘taxa vermelha’ de transmissão do novo coronavírus

Por conta disso, Governo do Amazonas volta a flexibilizar algumas atividades na capital



20200922_pessoas_manaus_44447951-6DA7-4190-87DA-687A3F397D19.jpg Foto: Reprodução / Internet
13/02/2021 às 12:53

O governador do Amazonas, Wilson Lima, anunciou na manhã deste sábado (13), que a cidade de Manaus regrediu da fase roxa (mais crítica) para a fase vermelha do novo coronavírus. E que, por conta disso, está baixando um novo decreto que flexibiliza algumas atividades do comércio e serviços na capital. O novo decreto entra em vigor a partir de segunda-feira (15), tendo a validade por sete dias.

Conforme Lima, o novo decreto permanece com a restrição de circulação de pessoas no período de 19h as 6h, conforme previsto no decreto anterior. Porém, com a permissão do sistema de drive-thru para o comércio em geral, de 8h às 15h, mediante um plano de operação do sistema elaborado por associações comerciais e submetido ao Comitê de Enfrentamento a Covid-19. O comércio eletrônico também está permitido", informou Lima.



Além disso, estão permitidas, das 8h às 17h, as obras de manutenção emergenciais em residências, serviços de oficinas mecânicas em geral, com exceção dos serviços de funilaria e pintura, observando a capacidade do estabelecimento que não pode ter acima de 50% e também com agendamento de horário para evitar aglomerações. Os serviços de beleza, barbearia e similares também estão permitidas, exclusivamente em atendimento domiciliar.

O governador do Amazonas também autorizou o transporte  intermunicipal de passageiros que necessitam e que trabalham em atendimento de serviços essenciais de saúde ou que desenvolvam atividades permitidas no decreto. Além disso, o transporte de carga de produtos essenciais à vida está autorizado.

"Está permitido também o transporte de carga intermunicipal de produtos essenciais a vida, alimentos, bebidas, combustíveis, itens de higiene pessoal e limpeza, gases, medicamentos e outros insumos médicos hospitalares, produtos da área de segurança, itens para embalagens de alimentos, bebidas, limpeza, higiene pessoal, remédios e sacolas plásticas", detalhou o governador.

Outra flexibilização anunciada pelo governador, foi o transporte de cargas de produtos da Indústria, assim como os veículos especiais que transportam os trabalhadores desse setor.

"O novo decreto permite também o transporte de cargas de produtos do setor industrial no período de 24h. Também está permitido o deslocamento de veículos especiais destinados ao transporte de funcionários das indústrias", acrescentou Lima.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.