Domingo, 31 de Maio de 2020
PRAIA

Ponta Negra tem movimento tímido durante epidemia de coronavírus

Banhistas aproveitaram movimento fraco no balneário turístico



WhatsApp_Image_2020-03-20_at_16.18.45_164FE573-A4C2-47A0-AC92-8D826E1C76CC.jpeg Foto: Aguilar Abecassis
20/03/2020 às 17:07

Em meio a epidemia do novo coronavírus, o movimento de banhistas na praia da Ponta Negra nesta sexta-feira (20) foi tímido. Apesar do movimento fraco, a reportagem encontrou na praia idosos, turistas de outros estados e pais com crianças de colo. 

O casal paulista Afror Reis e Neide Reis que planejaram o pacote de viagem à Manaus ainda em novembro, disse que em Manaus se sentem "mais seguros" do que em São Paulo. 



"Compramos o pacote em novembro para vir em 14 de março e viemos tranquilamente. Acho que aqui estamos mais protegidos do que em São Paulo", contou.

Pergutado se temiam estar na praia por causa da Covid-19, ambos responderam que já se preocupam com o retorno para a capital paulista. "Último dia aqui viemos passar na praia, mas já pensamos no retorno, aglomeração no avião, ambiente fechado", afirmou o casal que viaja ainda hoje para São Paulo.

Até agora, dentre as medidas anunciadas pela Prefeitura de Manaus e Governo do Estado, nenhuma prevê a interdição de balnerários. Diferente de São Paulo, Rio de Janeiro e Ceará que já interdiaram praias e balnerários por causa do novo coronavírus.

O permissionário Moacir Palheta afirma que desde a pandemia do coronavírus anunciada pela Organizarção Mundial da Saúde (OMS) tem percebido na praia que "o movimento caiu bastante" e complementa "se vier fechar essa praia não tenho outra renda.  

"Na realidade a praia está parada. Com essa pandemia aí o movimento caiu muito, caiu bastante. O pessoal vem e às vezes não quer beber. A minha renda está muito abalada, se essa praia fechar, não sei o que vou fazer, porque não tenho outra renda" reclamou.

O técnico em eletrônica Luís Claúdio disse que passava pela praia de carro e, quando viu que a praia não estava "lotada e "cheia de aglomeração", resolveu aproveitar o resto do dia na praia com a companheira. 

"Estou na praia porque tem pouca gente, se tivesse muita aglomeração não estaria aqui. É a primeira vez que venho na praia desde essa pandemia", finalizou.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.