Terça-feira, 20 de Abril de 2021
Aumento da demanda

Manaus registra aumento de casos suspeitos de Covid-19 em todas unidades de saúde

Informação foi divulgada em nota nesta segunda-feira (28). Até o momento, dois hospitais privado afirmam ter chegado a capacidade máxima de ocupação de leitos Covi-19



show_WhatsApp_Image_2020-12-18_at_19.24.10_600706A4-E461-456F-B0BF-4F4B1F0AD33F.jpeg Foto: Arquivo A CRÍTICA
28/12/2020 às 13:03

A Prefeitura de Manaus confirmou por meio de nota, na manhã desta segunda-feira (28), que a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) vem registrando aumento na demanda de atendimento de casos suspeitos de Covid-19 em todas as 17 unidades referências para a doença em Manaus.

A alta procura também foi registrada na Clínica da Família Carmen Nicolau, e em todas as UBSs da rede municipal de Saúde, “assim como vem ocorrendo nas unidades estaduais e particulares”, o que, para a Semed,  pode resultar em demora nos atendimentos.



“A Semsa, em suas unidades preferenciais, oferece a testagem rápida e faz o encaminhamento, de acordo com a necessidade, para a realização do exame PCR, além de possuir o serviço de coleta domiciliar, conforme critérios clínicos”, conclui a nota.

Após queixa do governador Wilson Lima (PSC), a Prefeitura de Manaus ampliou o número de UBSs para atendimento a pacientes com Covid-19 na capital amazonense.

As UBSs que  atendem pacientes com Covid são: UBS Arthur Virgílio, na Zona Norte; UBS Dr. Luiz Montenegro, UBS Theomário Pinto e Theodomiro Garrido, Zona Sul; UBS Ivone Lima e UBS Gebes de Medeiros, Zona Leste; e a UBS Santos Dumont, da Zona Oeste.

Além delas, as 11 UBSs que já realizavam o atendimento a casos da doença na capital, serão mantidas. Segundo a prefeitura, os horários de atendimento seguirão a rotina da UBSs de horário ampliado, ou seja, de segunda a sexta-feira, das 7h às 21h.

Aos sábados, das 8h às 12h. Já a Clínica da Família Carmen Nicolau, outro centro de referência no tratamento da doença, funcionará de segunda a sexta, das 7h às 19h e sábados, domingos e feriados das 8h às 18h.

A Prefeitura de Manaus, em parceria com empresas privadas, como Samel e Transire, construiu o Hospital de Campanha Municipal Gilberto Novaes. A unidade hospitalar foi destinada a pacientes de Covid-19 encaminhados via Central de Regulação e ocupou o prédio de um Centro Integrado Municipal de Educação (Cime).

Em junho, a Prefeitura de Manaus passou a administrar o hospital e manteve os atendimentos. Inaugurado às pressas em 13 de abril, o hospital curou mais de 570 pacientes - entre eles, 28 indígenas - que precisaram de internação.

Após a parceria, Samel e Prefeitura brigaram por equipamentos do hospital de campanha quando o grupo Samel tentou reaver os equipamentos para atender pacientes de covid-19 em Boa Vista (RR).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.