Terça-feira, 19 de Outubro de 2021
Na Mira

CPI da Pandemia deve investigar a suspensão da partida entre Brasil e Argentina, afirma senador

Comissão quer saber quem autorizou que quatro jogadores argentinos, que teriam descumprindo normas sanitárias, entrassem em campo



MarceloQueiroga-CPI-Pandemia-RenanCalheiros-RandolfeRodrigues-OmarAziz-117-868x644_FB92BF46-143F-4F73-8254-DC49D051B379.jpg Foto: Sérgio Lima / Poder360
05/09/2021 às 21:12

A polêmica partida entre Brasil e Argentina, pelas eliminatórias da Copa do Mundo, pode acabar parando na CPI da Pandemia. Isso segundo declaração do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI, que afirmou no início da noite deste domingo (5), que protocolará um pedido esclarecimentos para saber quem autorizou que quatro jogadores argentinos – que teriam descumprindo normas sanitárias brasileiras – entrassem em campo na Arena Corinthians.

“Vamos enviar requerimento à CBF, através da CPI da Pandemia, solicitando resposta para o seguinte: com quais autoridades o Governo Brasileiro fez ‘acordo’ para burlar as regras sanitárias da ANVISA?”, disse o senador em sua conta no Twitter.

Mais tarde, em entrevista a Globonews, o vice-presidente da CPI da Pandemia declarou que a comissão pode convocar representantes da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) caso as informações não sejam enviadas à CPI.

“Nos interessa muito menos a questão do futebol. Nos interessa muito mais [saber] quais foram as autoridades brasileiras que constituíram eventual acordo para que tenha ocorrido burla às normas sanitárias do nosso país. (...) Está claro e foi dito por vários interlocutores, foi dito inclusive pela Conmebol, que havia um 'acordo' com as autoridades do governo brasileiro para a participação dos quatro jogadores que foram identificados pela Anvisa burlando as normas sanitárias do nosso país", disse Randolfe Rodrigues em entrevista a Globonews.

A SUSPENSÃO

A interrupção do confronto entre Brasil e Argentina, por decisão da Agência Nacional da Vigilância Sanitária (Anvisa), se deu porque quatro jogadores argentinos violaram regras sanitárias do país.

Isso porque eles entraram no Brasil sem comunicarem a Anvisa que passaram pela Inglaterra, onde jogam – o que automaticamente os obrigava a fazerem quarentena de maneira preventiva por conta da Covid-19.



News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.