Crime bárbaro

Criança indígena de cinco anos é sequestrada, estuprada e assassinada em Barreirinha

Um dos suspeitos do crime já está preso

Portal A Crítica
24/11/2020 às 15:27.
Atualizado em 09/03/2022 às 12:21

(Local onde o corpo da menina foi encontrado. Foto: Reprodução TV A CRÍTICA)

A pequena indígena Ana Beatriz, de apenas cinco anos de idade e moradora da comunidade Sateré Mawé Nova Vida, na região rural de Barreirinha (distante 512 quilômetros de Manaus) foi sequestrada de casa, estuprada e assassinada por asfixia. O corpo da criança será enterrado nesta terça-feira (24).

Segundo informações que passou à polícia, a mãe da criança percebeu que a rede dela estava vazia por volta das 2h desta segunda-feira (23). Imediatamente, ela acionou o alarme da comunidade e as buscas começaram.

O corpo de Ana Beatriz foi localizado às 15h. O pai da criança estava em Parintins e voltou para Barreirinha assim que soube do crime. Junto com ele, foi uma equipe do Distrito Sanitário Especial Indígena de Parintins (Dsei Parintins).

O médico da equipe disse que a menina estava com a vagina dilacerada e com hematomas no pescoço e na boca. Um dos suspeitos já foi preso e dois estão sendo procurados.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
© Copyright 2022Portal A Crítica.Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por
Distribuído por