Domingo, 21 de Julho de 2019
PADRES DA AMAZÔNIA

Movimento de padres casados apoia sacerdócio ‘flexibilizado’

Movimento quer a inclusão do grupo nas discussões sobre a ordenação de pessoas casadas na Amazônia. Decisão final acontece no Sínodo da Amazônia, em outubro



eueuheue_131A13FD-EFCC-41C4-AE52-E9DB0A595F8C.JPG
03/07/2019 às 09:14

A intenção do Vaticano em discutir a ordenação de homens casados para atuar como padres na Amazônia é de interesse direto de um grupo do Amazonas que acompanha tudo à distância, mas aguardando novidades. Trata-se do Movimento dos Familiares dos Padres Casados (MFPC), que só na regional Manaus tem 10 membros. Um deles é o professor Gérson Priante, 68 anos. Há mais de 30 anos afastado oficialmente da atividade religiosa, ele está no segundo casamento e é pai de dois filhos, já adultos, de um primeiro relacionamento.

Gérson Priante, que era sacerdote franciscano ligado à Ordem dos Capuchinhos, deixou a batina oficialmente após retornar de uma temporada de estudos de formação em Roma, na Itália. “Voltei de Roma abalado psicológica e existencialmente. Não voltei com a fé abalada, mas me senti vulnerável”, explica ele. Nessa época, Priante se relacionou com a mulher que viria a ser sua então esposa, Maria das Dores Salvador Priante (líder comunitária assassinada em 2015). Ela engravidou e lhe deu os dois filhos, que ele assumiu, deixando o sacerdócio definitivamente, após muita resistência.

“Depois que a Dora morreu, após a fase de luto e viuvez, estou na segunda tentativa de constituir uma nova família com minha companheira, que se chama Núbia Rios”, explica.

O ex-padre conta que vê como “positiva” a ideia do Vaticano em ordenar homens casados, mas que essa abertura deveria se estender aos padres já casados. “Vejo com bons olhos e como algo de positivo (a iniciativa do Vaticano). Mas acho que falta contemplar, e que deveriam anunciar, era que se colocasse em questão a situação dos padres casados no mundo inteiro. Seriam mais de cinco mil no Brasil e de 90 mil a 100 mil no mundo todo, numa situação que não foi assumida até hoje, enquanto isso o cidadão e ex-líder religioso acaba se tornando pessoa ociosa (ao deixar o sacerdócio). Nossa expectativa é que esse assunto constasse da pauta do Sínodo dos Bispos”, afirma Priante. 

Ele não se sente perseguido, mas, paralelo a isso, não pode fazer “muito alarde” em certas dioceses, pois “há bispos que me acolhem, mas outros, não, que não nos veem com bons olhos”. “Sempre que chego em algum lugar me apresento aos colegas padres e grupos de pastorais, e onde me sinto acolhido não me nego em colaborar”, ressalta.

O anúncio de que a Igreja Católica avaliará ordenar homens casados e também mulheres para regiões remotas da região foi anunciado pela Santa Sé no último dia 17 e consta num documento intitulado “Instumentum Laboris”. O texto vai servir de base para os debates do Sínodo dos Bispos sobre a Amazônia, que será realizado de 6 a 27 de outubro em Roma, sob o tema “Amazônia: novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral”. 

Participarão do encontro, bispos das dioceses dos países limítrofes da Amazônia, mais sacerdotes, religiosos e leigos envolvidos no tema.

Apoio dos fiéis

Leitores ouvidos por A Crítica disseram apoiar o sacerdócio de homens casados. A dona de casa Mara Rodrigues, 22, disse que “o importante é o padre ter a sua fé e levar a palavra de Deus”. “A fé da pessoa vale muito mais do que tudo”, afirmou.

O estudante Luiz Carbajal, 27, disse que, por ele, está tudo certo. “Antigamente tudo era diferente, a gente falava que o padre tinha que ficar na Igreja fazendo sua ordenação, morando lá dentro, sem se casar com alguém. Agora tudo está mudado. Na Bíblia não diz que para ser um pastor você tem que ficar sozinho. Ela fala que você tem que procurar alguém para morar, e a mulher é a ajuda do homem, e o homem a ajuda da mulher”, declarou o jovem.

A pedagoga Merliz Lopez, 30, disse  que o casamento de padres vai ajudar a evitar “essa mentalidade de violar ou fazer coisas indevidas, como aliciamento de menores”.

Receba Novidades

* campo obrigatório
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.