Publicidade
Cotidiano
NOMEAÇÃO

Pesquisadores do Inpa pedem solução sobre impasse na nomeação do novo diretor

Comunidade científica e servidores do órgão aguardam há 120 dias decisão do MCTIC e da Casa Civil sobre nomeação de Henrique dos Santos Pereira 30/11/2018 às 14:12
Show show inpa 88c752bd e22c 4d05 8aad ac70a91bff9f
Foto: Arquivo A Crítica
Antônio Paulo Manaus (am)

Mais de 50 pesquisadores e servidores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) enviaram carta aos ministros da Casa Civil e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Eliseu Padilha e Gilberto Kassab, respectivamente, pedindo uma solução para o impasse em torno da nomeação do professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Henrique dos Santos Pereira, para o cargo de diretor do instituto.

A comunidade científica e os servidores do Inpa aguardam uma decisão do MCTIC e da Casa Civil há 120 dias não obtêm respostas. Em setembro, o reitor da Ufam, Sylvio Puga, chegou a publicar portaria com a cessão do professor para ocupar o cargo de diretor do instituto de pesquisa. A carta dos pesquisadores também chegou às mãos da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e do Fórum de Ciência e Tecnologia pedindo apoio para que a nomeação de Pereira seja efetivada.

“Não há comunicado oficial sobre os motivos da demora na nomeação. No entanto, extraoficialmente, existe a informação de que políticos e até mesmo o Comando Militar da Amazônia tentam intervir no processo, indicando o nome de uma candidata que não participou da consulta interna do Inpa”, reclama a pesquisadora-doutora do Inpa, Sônia Alfaia.

Em julho deste ano, o Comitê de Buscas, com a presença de dois membros do MCTIC, esteve em Manaus para ouvir os candidatos ao cargo de diretor do Inpa: Antônia Maria Franco Pereira (Inpa), Carlos Cleomir de Souza Pinheiro (Inpa), Henrique dos Santos Pereira (Ufam) e Luiz Antonio Oliveira (Inpa). O quinto candidato, Sílvio Vaz Júnior (Embrapa Agroenergia) não compareceu e foi eliminado do processo. A comunidade científica do Inpa e o sindicato dos servidores, no entanto, fizeram uma consulta interna da qual o professor Henrique dos Santos Pereira foi o mais votado com 55% dos votos, seguido de Carlos Cleomir Pinheiro (26%) e em terceiro, Luiz Antônio Oliveira (18%). A pesquisadora  Antônia Maria Franco Pereira não participou da consulta interna, somente do processo de seleção junto ao Comitê de Busca.

O jornal ACRÍTICA teve acesso a uma informação de que um dos nomes indicados para direção geral do Inpa é o da  pesquisadora Antônia Maria Franco Pereira que não participou da eleição feita pela comunidade científica. E que essa indicação estaria sendo feita pelo Comando do Exército (general Villas Boas) a pedido do Comando Militar da Amazônia (CMA).

“Dada a forma pela qual entrou no processo, dificilmente essa candidata terá condições de unificar o Inpa de modo que esse venha retomar seu espaço na C&T da Amazônia e do Brasil. Assim, por considerarmos inapropriada tal intervenção no processo de nomeação do diretor de uma instituição de pesquisa, seja ela o Inpa ou qualquer outra, encaminhamos este pedido de apoio à SBPC, no sentido de referendar o nome do professor Henrique Pereira na Casa Civil da Presidência da República para diretor do Inpa”, disse Sônia Alfaia.

Lista tríplice sob sigilo

Na carta enviada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e à Casa Civil, os 54 pesquisadores do Inpa reconhecem que a nomeação de comitês de busca, formado por cientistas, representa um avanço na escolha dos diretores dos institutos de pesquisa do MCTIC, ainda que o sigilo imposto pelo Comitê de Busca ao relatório final não tenha permitido uma reflexão sobre quem seria o melhor nome para diretor do Inpa entre os indicados para compor a lista tríplice.

“Contudo, comunicamos que o pedido de cessão por parte do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e a sua cessão pela Universidade Federal do Amazonas trouxe tranquilidade e grande satisfação a comunidade do Inpa, pois o professor-doutor Henrique dos Santos Pereira tem amplo apoio interno e trânsito junto a sociedade amazônica”, diz o documento. Informa ainda que o Inpa passa por uma profunda crise institucional, onde falta de tudo; nem serviço de limpeza o instituto tem nesse momento e, pelo segundo ano consecutivo, os recursos destinados à aquisição de equipamentos serão devolvidos, pois sequer as licitações são realizadas a tempo. “Torna-se urgente a nomeação do novo diretor, a fim de que o instituto volte a ter uma liderança legitimada e comprometida”, dizem os pesquisadores do Inpa.

Sem respostas

Procurado para saber qual o nome indicado pelo ministro Gilberto Kassab, se do mais votado na eleição interna feita pelos pesquisadores do Inpa (Henrique dos Santos Pereira) ou de outro candidato constante da lista tríplice oferecida pelo Comitê de Busca, o MCTIC apenas disse que a decisão final está na Casa Civil. Esta, por sua vez, não respondeu às indagações de A CRÍTICA. O Comando Militar da Amazônia (CMA) e o Comando do Exército também não se manifestaram sobre o caso.

Publicidade
Publicidade