Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2019
NEGÓCIOS

Sefaz termina implantação de rede para abertura de empresas ser feita em um dia

Processo no Amazonas levava de 15 a 30 dias. Com a “Redesim”, tempo de análise dos processos de alteração de dados cadastrais também vai ser reduzido para 7 dias



KarenA_A9668104-5404-4F58-A560-65F76E782327.JPG Foto: Divulgação
24/04/2019 às 16:16

Responsável pela inscrição estadual de empresas no Amazonas, a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-AM) finalizou, nesta quarta-feira (24), o processo de integração à Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim). O sistema integra todos os órgãos envolvidos pelo registro público de empresas em um único ambiente digital, simplificando e dando mais celeridade aos processos.

Com todos os testes já realizados e homologados, o sistema deve entrar em pleno funcionamento na próxima segunda-feira (29).



De acordo com o secretário de Fazenda Alex Del Giglio, a secretaria intensificou os trabalhos no inicio deste ano para finalizar a integração de todos os serviços cadastrais e agora conclui a integração dos eventos de alteração e de baixa de inscrição estadual em sincronia com a Junta Comercial do Amazonas (Jucea).

“É uma ação que está dentro da tônica do governo estadual de desburocratizar os processos e integrar os órgãos. Com a integração dos serviços, os empresários terão maior facilidade para informar as alterações registradas na Jucea, bem como solicitar a baixa de inscrição em caso de encerramento da empresa. Basta informar ao fisco estadual dentro do ambiente da própria Redesim, dispensando a necessidade de criação de processo específico ou apresentação de documentação inicial”, acrescentou.

Modernização

Segundo a diretora do Departamento de Informações Econômico-Fiscais (Deinf) da Sefaz, Karen Monteiro, a ação será implantada juntamente com outras ações de modernização e melhorias nos sistemas internos do Deinf, o que irá proporcionar melhoria significativa na qualidade das informações cadastrais e no tempo de atendimento das demandas dos contribuintes.

“Já no primeiro bimestre após a implantação, estima-se uma redução de 50% no tempo médio de análise dos processos de alteração de dados cadastrais, que atualmente está em 14 dias. Em relação à abertura de empresas, na qual a Sefaz já está integrada ao sistema desde outubro, o tempo médio de inscrição estadual caiu de 15 a 30 dias para menos de um dia”, explicou Karen.

Antes e depois

Antes da implantação da Redesim, para se abrir uma empresa era necessário primeiramente criar um CNPJ através da Receita Federal; depois, formalizar o Contrato Social e o Quadro Societário com a Junta Comercial; e, por fim, procurar os órgãos de licenciamento para a inscrição estadual, em caso de atividade comercial, ou municipal, em caso de prestação de serviço, além outros órgãos, como o Corpo de Bombeiro e o Instituto de Proteção Ambiental do Amazona (Ipaam), o que poderia levar meses.

 

*Com informações da assessoria de imprensa.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.