Publicidade
Entretenimento
ENTREVISTA

Após viver Dinho em musical sobre os Mamonas Assassinas, artista lança single

Ruy Brissac é o novo fenômeno nacional que vem sendo aclamado pela crítica teatral e musical 19/09/2018 às 15:36
Show capturar 5753632f 94bc 46ad 8af9 c495580a8b10
A semelhança de Ruy Brissac com Alecsander Alves (Dinho) impressionou a mãe do vocalista (Foto: Divulgação)
Maria Paula Santos Manaus (AM)

Após interpretar o vocalista da banda Mamonas Assassinas no espetáculo “O Musical Mamonas” e vencer prêmios nacionais como ator revelação e ser aclamado pela crítica brasileira, Ruy Brissac, garoto do interior de São Paulo, resolveu se jogar em mais uma aventura lançando na última semana um single do primeiro EP da sua carreira, “Gato Preto”.

O EP leva o mesmo nome da música e a faixa já está disponível em todas as plataformas digitais. Adotado como um alter ego para o cantor, Gato Preto é uma aposta certeira para o cenário musical atual: voz feroz e uma batida que mistura rock, pop e muita sensualidade.

“Gato Preto é um ‘outro eu’ que estava trancado e que senti a necessidade de expor, é um animal, um felino selvagem que com seu jeito sexy de ser veio ao mundo atrás de diversão e alegria para aproveitar cada momento da sua vida. Ele terá uma evolução de sentimentos durante todas as músicas do EP, que que sairá em breve”, comentou o cantor.

Como um manifesto à liberdade, Ruy prepara essas outras faixas já denominadas como “Minha Lei”, “Formas de Amor” e “Trajetória”. Munido de músicas fortes e melodias que grudam na cabeça, o novo trabalho mostra o artista em seu melhor momento. Em conversa exclusiva com a equipe do BEM VIVER TV, Ruy comentou sobre o trabalho no musical e sua nova fase.

Perfil

Ruy Brissac é cantor, compositor, ator e dançarino, nasceu em Bragança Paulista, interior de São Paulo. Começou sua carreira no mundo da música muito cedo, aos oito anos de idade, cantando no coral da igreja e na escola que estudava. Dentre várias bandas que participou em sua cidade, aos 15 anos montou a sua própria, a “Kronos”, com a qual se apresentou em festivais e encontro de motociclistas em Bom Jesus dos Perdões e região.

Perguntas Para
Ruy Brissac, cantor

Como foi para você interpretar o Dinho e representar uma banda tão icônica para os brasileiros como a Mamonas Assassinas?
"Foi muito especial, um presente, quando soube do resultado em que eu representaria um ídolo nacional tão amado como o Dinho não contive minha alegria e caí em lágrimas. Além de um processo delicioso de criação e diversão vem a responsabilidade, não era um personagem da minha imaginação, era uma pessoa que existiu e que as pessoas estavam ali para vê-lo e matar um pouco da saudade, então tive todo o cuidado e dedicação, assisti a muitos vídeos pra executar os mínimos detalhes e pra que seus movimentos, sua voz, seu jeito se tornassem naturais em mim, transmitindo toda energia e toda alegria. Tive um retorno muito positivo, eu só tenho a agradecer".

Sabemos que o musical vai virar filme, com lançamento previsto para final do ano. Tem algo que você possa revelar?
"
É surpresa (rs). Tudo está caminhando bem, não vejo a hora de ir pras telonas, mas tenho certeza que será um sucesso e que as pessoas vão se emocionar muito com a história dos meninos de Guarulhos que só trouxeram alegria pro Brasil. Vai ser lindo".

Você se considera o Gato Preto que descreve na música?
"Sim. A sociedade nunca me influenciou nas minhas escolhas, sempre fui muito decidido no que fazer, no que usar e como ser. Pra mim a coisa mais importante é ser feliz, é fazer o que me deixa feliz. Quero que o Gato Preto seja referência e que ajude muita gente".

Você é um artista completo. Qual a sua maior paixão e a qual pretende se dedicar mais?
"Eu gosto de todo tipo de arte, mas minha maior paixão é o canto, a música, à qual vou me dedicar mais nesse momento. Estamos na pré-produção do videoclipe do single, que será incrível e também terá coreografia, muita dança, estamos fazendo com muito carinho.

“Gato Preto” é um grito de liberdade". Como você define isso?
"Gato preto é um símbolo de muito preconceito. No Egito Antigo ele era tratado como um Deus e, com o passar dos anos, ele foi tratado como um símbolo de azar, mas ele é apenas ele, não se importa com que as pessoas vão pensar. Descubra quem você é, seja essa pessoa e viva essa verdade. Ame-se intensamente, o amor irá te trazer a felicidade".

Publicidade
Publicidade