Sábado, 31 de Outubro de 2020
Dança

‘Arte Sem Fronteiras’ participa do Toronto International BrazilFest

Vídeos de coreografias do instituto cultural amazonense serão exibidas no evento



WhatsApp_Image_2020-07-26_at_18.16.01_A82A585C-4A78-4D72-BE40-C71D972E5A35.jpeg Foto: DIvulgação
26/07/2020 às 18:18

A Instituição Cultural Arte Sem Fronteiras participará do Toronto International BrazilFest, o maior evento focado em fortalecer a cultura do Brasil na maior e mais populosa cidade do Canadá, por meio de vídeos de apresentações já realizadas pela companhia e também por uma transmissão ao vivo. A live irá ocorrer na próxima sexta-feira (31).

“O BrazilFest é um evento que acontece todo ano no Canadá e é como o Brazilian Day, com grande projeção internacional. A repercussão do nosso grupo foi grandiosa dentro do festival, uma vez que carrega o diferencial de fomentar a dança do Norte do Brasil. Com a aceitação do público, a organização do evento vislumbra nossa participação na edição do evento em 2021. Então, a expectativa é grande e nós já estamos nos preparando para alcançar a realização de mais esse sonho”, declara o fundador do projeto e coreógrafo Wilson Júnior. 



Live

Além da entrevista com o coreógrafo Wilson Junior, ainda no dia 31 de julho acontecerá a reprise do evento ocorrido nos dias 18 e 19, no qual a Instituição Cultural Arte Sem Fronteiras marcou presença, com a apresentação de quatro vídeos selecionados para participar da programação que deu início ao evento. A transmissão ao vivo acontecerá pelo Facebook e Instagram do evento (@Toronto_BrazilFest), a partir das 18h (horário de Brasília). 

Os vídeos da companhia selecionados são “Serpentárias” (boi-bumbá Caprichoso); “Auto da Resistência Cultural” (boi-bumbá Garantido); mix de danças populares (carimbó, boi-bumbá do Maranhão, frevo, boi-bumbá de Parintins); e o vídeo de ‘No Balanço do Carimbó’, produzido anteriormente para o festival de Joinville. 

“A ideia do evento é divulgar o produto artístico brasileiro no Canadá. A organização do evento acredita que com o festival online se teve boa projeção das nossas criações artísticas no Canadá, mas querem fortalecer essa representação e dar ainda mais visibilidade a todos os artistas. Por isso vamos participar dessa série de lives que estará acontecendo pelas redes sociais oficiais do evento”, afirma Wilson.

Atualmente, Wilson está trabalhando no projeto de oficinas chamado “Boi de Quilombo”, que tem como foco a cultura popular – união do Boi de Parintins e dança afro contemporânea. O projeto surgiu pela vontade do artista de fomentar e difundir as artes do Norte do Brasil. 

Brazil Fest

No decorrer dos últimos 16 anos, o BrazilFest recebeu cerca de 30 mil pessoas por edição, que tiveram a oportunidade de conhecer parte da cultura brasileira através das centenas de músicos e artistas que se apresentaram no palco da atração. O espaço gastronômico é outro que se destaca ao longo dos anos, oferecendo deliciosas opções que representaram as regiões de Norte a Sul do Brasil.

Apesar de ser uma ocasião que atrai muitos brasileiros que estão longe das terras canarinhas, a festa também recebe pessoas de diversas culturas, como portugueses, filipinos, mexicanos, asiáticos e, claro, canadenses que são atraídos pela dança, música, comida e bebida brasileira. “Essa é uma oportunidade de mostrarmos e fortalecer a imagem do nosso país, que é tão grande e rico culturalmente”, analisa Arilda de Oliveira, organizadora do evento.

Arilda conta que vive o evento do ano que vem assim que o corrente acaba. “O BrazilFest está vivo o ano inteiro, estamos sempre em contato com pessoas para fazer com que ele seja possível no ano seguinte”, revela. Ela conta ainda que toda essa trajetória só foi possível devido aos parceiros que acreditam nessa ideia de que é preciso valorizar o local de suas raízes. 

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.