Quarta-feira, 14 de Abril de 2021
Música

DJ amazonense Norm Summer prepara lançamentos musicais

Entre os projetos do artista e advogado estão a divulgação de duas músicas por mês nas plataformas digitais



a1224-1r_7E293D10-DE89-494A-987F-D06926703FC5.jpeg O DJ, cujo nome é Átila Romano Benjamin Jr, tem ouvintes no cenário internacional (Foto: Divulgação)
25/02/2021 às 13:41

De dia advogado, de noite músico. Átila Romano Benjamin Jr. divide sua vida entre "a profissão e a paixão", como ele mesmo define. Conhecido como Norm Summer no cenário musical, o DJ e produtor conta que aproveitou a pandemia, a quarentena e o isolamento social para mergulhar fundo na retomada de seus projetos sonoros.

"A pandemia teve diversos impactos muito ruins, porém, também disponibilizou o tempo e a calma necessários para reativar meu projeto musical. Foram uns seis meses de preparo para ter material suficiente para retornar aos lançamentos. Entrei 2021 com dez músicas prontas e a intenção é lançar duas por mês e evoluir a cada lançamento", conta Átila.



De acordo com ele, se tudo correr como o planejado, a intenção, em um futuro próximo, é gravar e interagir mais com músicos locais. "Meu objetivo é trabalhar em conjunto com outros artistas daqui para construirmos um cenário de deep e future house fortes na região. A longo prazo quero que a nossa música eletrônica possa tocar em qualquer lugar do mundo", afirma o artista.

O objetivo, conforme Átila, já está encaminhado. "Em 2019, tivemos mais ouvintes de fora do Brasil. Acredito que seja por conta do estilo musical. Tomando como exemplo outros produtores e DJs, como David Guetta e Avicii, que eram de nacionalidades que não falavam inglês, mas que se comunicavam nesse idioma, resolvi que seguiria esse caminho", comentou.

Vale ressaltar que nas plataformas digitais de streaming, Norm Summer possui 7 mil ouvintes nos Estados Unidos. Já o Brasil é o quinto lugar na lista de países com mais ouvintes, atrás da Alemanha, Reino Unido e Lituânia.

O início de tudoÁtila conta também que, apesar da música ser uma paixão sempre presente na sua vida, tudo começou a tomar rumo em 2013, quando ele decidiu montar uma banda de reggae e rock nacional com os amigos.

"Depois de muitas tentativas e várias formações não terem dado certo, resolvi que iria produzir sozinho com o conhecimento adquirido. Aí comecei a gravar e estudar vários instrumentos. Aprendi a tocar violino, teclado e o básico do máximo de instrumentos que conseguia encontrar. Enfim, o laboratório de música foi crescendo e de repente tive acesso a um teclado sintetizador Roland com um timbre dos anos 90. Nesse momento a música eletrônica entrou na minha vida e me colocou na presente jornada", relembrou.

A jornada até agora

Para Átila, a jornada até agora tem sido incrível e fascinante, mas adianta: para conciliar a vida de advogado e de DJ é preciso muita disciplina.

"Montar e desmontar arranjos, notas, tudo na intenção de conectar os vocais com um bom groove, é o desafio. Por ter a influência de banda acabo ficando entre os dois mundos, tenho a necessidade de trabalhar sempre com vocais e começar todas as músicas com instrumentos reais. Depois do básico pronto é que os timbres de eletrônico e as necessidades técnicas para mixagem são realizadas", explica.

Criando Norm Summer

O nome do projeto, segundo Átila, é uma homenagem ao DJ e produtor responsável pelo Fat Boy Slim, que se chama Norman. "Cresci vendo com meus amigos a apresentação dele em Brighton Beach com aquele pôr do sol incrível e resolvi que essa seria a vibe que gostaria de compartilhar também", conclui.

Onde ouvir

Instagram

Facebook

SoundCloud

Download & stream

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.