DANÇA

Espetáculo retrata a cultura, violência e abandono dos negros e indígenas

A produtora artística Menina Miúda estreia a montagem ‘AGÔ’ neste sábado (7), no Teatro Comandante Ventura, com entrada gratuita. O espetáculo de dança traz uma temática sobre a questão da violência e os casos de abandono que os negros e os indígenas

Portal A Crítica
05/03/2020 às 12:44.
Atualizado em 10/03/2022 às 10:48

(Foto: Divulgação )

A temporada do espetáculo ‘AGÔ’, da produtora artística Menina Miúda, inicia neste fim de semana, com apresentações em todos os sábados de março, às 19h30, no Teatro Comandante Ventura, que fica no Centro de Convivência do Idoso, bairro da Aparecida, com a entrada totalmente gratuita.

Empolgados pela dinâmica do teatro e expressões artísticas, o Menina Miúda está iniciando sua jornada com o espetáculo de dança “AGÔ”, e também pretende estar em jornada com participação em festivais na cidade de Manaus e em parceria com várias vertentes da dança.

O espetáculo traz uma temática sobre a questão da violência e os casos de abandono que os negros e os indígenas estão sofrendo atualmente, tendo em vista a questão da intolerância religiosa.

Para Cairo Vasconcelos, diretor do espetáculo, um dos maiores desafios da montagem é mesclar a cultura indígena e afro, desde as músicas as danças. Outra situação instigante foi transformar o tema, que é tão pesado, sério e necessário, em uma maneira mais artística, reflexiva e crítica para o público.

Foto: Divulgação

“O espetáculo busca também trazer soluções para tais dificuldades, como investir nas crianças e jovens para que sejam um feixe de luz e esperança para uma sociedade igualitária e justa para todos”, diz.

As coreografias de ‘AGÔ’ foram pensadas de uma forma que impressione o público e faça com que eles sintam vontade de entrar no palco e dançar juntos com os bailarinos. A essência do espetáculo está cheia de energia.

Ficha

Direção: Cairo Vasconcelos.

Concepção Cenográfica e Figurino: Cairo Vasconcelos.

Bailarinos: Diego Sampaio, Emilia Pontes, Iessa Ferreira, Íris Almeida, Laura Melo, Thaysson Castro, Miguel Monteiro, Renata Lima e Layla Driely

Coreógrafos: Wilson Júnior e Samuel Alef.

Ensaísta: Everton Castro

Apoio: Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Universidade Estadual do Amazonas – UEA.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
© Copyright 2022Portal A Crítica.Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por
Distribuído por