Sexta-feira, 03 de Julho de 2020
TELEVISÃO

Fernando Sampaio fala sobre seu personagem em ‘Jezabel’, da Record TV

Na emissora, Fernando já esteve em produções como "Os Dez Mandamentos", "José do Egito" e "O Rico e Lázaro". 'Esse personagem chega à minha vida num momento onde tenho dado profundos e silenciosos mergulhos dentro de mim', disse o ator



18/03/2019 às 14:51

Na Antiguidade, os mensageiros eram encarregados de enviar todas as informações à família real. Em "Jezabel", nova novela da Record TV, essa função ficará a cargo do personagem Uriel, interpretado pelo ator Fernando Sampaio. Na emissora, Fernando já esteve em produções como "Os Dez Mandamentos", "José do Egito" e "O Rico e Lázaro". Em conversa com o A CRÍTICA, Fernando contou alguns detalhes sobre seu personagem na trama de Cristianne Fridman, cuja previsão de estreia é em abril de 2019.

1º Fernando, como será seu personagem em "Jezabel", da Record TV?



O Uriel é o mensageiro do palácio, um servo fiel ao rei Acabe (André Bankoff). O Uriel me chega como cara calado, misterioso, temente a Deus e agora, interpretando ele há um mês, percebo que ele ama o seu cargo e o executa com gratidão. Eu tenho entendido quem ele é, e o que ele pode vir a se tornar. Eu o desconto a cada novo instante que estou na sala do trono, sempre atento e vivo. De uma coisa vocês podem ter certeza, em todo momento que você assistirem o Uriel em cena, saibam que eu, Fernando, estava vivendo um processo de renascimento meu, ao deixar ele ser inteiro através de mim. Estou no momento de crescimento e isso está ganhando forma e crescendo através do silêncio do Uriel. Espero que vocês o vejam com bons olhos, pra mim, ele já é um grande mestre.

2º Como estão sendo as gravações? Como é para você participar desse projeto?

Não é fácil estar longe de casa, mas estar nesse projeto é um grande presente de Deus. Sou eternamente agradecido a Ele, por sempre me colocar no lugar certo. Trabalhar com o Avec é um grande presente, direi isso sempre, pois tenho um grande carinho por ele e é sempre engrandecedor estar sendo regido por alguém com um coração nobre e leal... ter a oportunidade de levar questionamentos para a vida das pessoas, e dentro de uma temática que nos abre para a espiritualidade, é sem sombra de dúvida uma dádiva. Que essa história possa levar esperança para quem assistir e que toque as pessoas como tem tocado a nós.

3º No geral, como é a preparação do elenco para trabalhar nas novelas de época da Record?

Ter uma história baseada na bíblia nos possibilita, já em um primeiro momento, aprofundar-se no universo que iremos viver, então eu sempre parto para minhas pesquisas individuais e vou agregando todas as informações que recebo da direção, dos preparadores, que nos dão uma assistência bem próxima e todas as referências. Depois é só estar inteiro, entregue, aberto e se colocar disponível, deixar-se conduzir pelas falas de cada cena. Assim, traço o objetivo do personagem e o vivo intensamente. Apesar de todo processo e apoio que recebemos de historiadores, de referências e de preparadores, nossas vivências e cascas entregam a couraça para aquele ser em mim, as dores e alegrias da sua história.

4º Quais são seus planos para esse ano?

Então, tem peça vindo aí no segundo semestre. Tem o filme “Escola Demais”, que será rodado esse ano ainda, e estou programando uma viagem de passeio/trabalho para expandir os horizontes. Esses são meus planos, mas estou aberto e aceito o que estiver escrito para executar profissionalmente em 2019. Quero trabalhar muito!


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.