Publicidade
Entretenimento
MISS UNIVERSO

Mayra Dias usará traje típico de artistas de Parintins durante o Miss Universo

Representante do Brasil no concurso, a amazonense vestirá a indumentária “Deusa do Sol”, que simboliza todas as etnias indígenas e se transforma em um beija-flor 05/12/2018 às 12:28 - Atualizado em 05/12/2018 às 13:08
Show mayraaa 4c3f8084 dbb8 4dbd 8684 4d2e9ce4a5bf
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

Mayra Dias, a Miss Brasil Be Emotion 2018 já está na Tailândia, onde irá representar o Brasil no Miss Universo. Entre os momentos mais aguardados da disputa está o desfile de traje típico, no qual as representantes de cada país revelam em seu figurino traços da sua cultura de origem.

Neste ano Mayra Dias, que nasceu em Itacoatiara no Amazonas, irá usar um traje confeccionado por artistas da ilha tupinambarana. Intitulado “Deusa do Sol”, o traje é assinado por Helerson da Maia, estilista das principais indumentárias da festa do Boi de Parintins, e que criou um figurino para Mayra simbolizando todas as etnias indígenas.

“O traje é a representação de uma índia que carrega em sua indumentária as pinturas e plumagem de todas as etnias brasileiras. Uma entidade que reúne todas as representações de nossos ancestrais e seus legados para que os remanescentes tenham força e sabedoria para lutarem pela própria sobrevivência hoje”, explica o estilista.

Transmutação

O figurino ainda conta com recursos tecnológicos para uma transformação que acontecerá durante o desfile. No primeiro momento, Mayra surgirá como índia; em seguida o traje se torna um beija-flor, numa transformação comandada pela própria Miss Brasil, que acionará um dispositivo de controle remoto na roupa.

“O beija flor é uma ave que existe em todo Brasil, sendo assim uma figura ideal para esse momento de transformação. Após acionado o mecanismo surgem simultaneamente uma asa se abrindo e em seguida batendo, com uma cabeça de beija flor formando uma ave completa com movimentos. A intenção é que os expectadores assistam uma índia se transformar em um beija flor“, revela Helerson.

A produção do traje traz elementos das duas principais festas culturais do Brasil, a festa do Boi-Bumbá e o Carnaval. “A composição da primeira parte da índia é feita de materiais que se assemelham com os que usamos no norte do Brasil na festa do festival folclórico de Parintins (penas, missangas, pedrarias, fios e linhas). Na segunda parte, utilizamos um método de confecção mais semelhante com os trabalhos feitos no carnaval do Rio de Janeiro, que conta com mais brilhos e cristais”, conclui o estilista.

Publicidade
Publicidade