Terça-feira, 21 de Maio de 2019
TIRO COM ARCO

Arqueira indígena amazonense se classifica para Jogos Pan-Americanos

A arqueira indígena Graziela Santos venceu seletiva no último fim de semana e garantiu vaga no Pan



WhatsApp_Image_2019-05-06_at_18.38.57_2D964963-0FCD-4225-96C0-B1FC0B477364.jpeg
A arqueira indígena Graziela Santos venceu seletiva no último fim de semana e garantiu vaga no Pan. (Foto: Divulgação)
06/05/2019 às 20:13

Acertar o alvo é uma especialidade da arqueira indígena Graziela Santos e no último fim de semana a amazonense de 23 anos, da etnia Karapãna, voltou a mostrar todo seu talento ao alcançar um dos maiores objetivos do ano: a vaga nos Jogos Pan-Americanos de 2019. A Seletiva aconteceu em Maricá, no Rio de Janeiro, e Graziela se classificou batendo o seu recorde pessoal. 

“Essa seletiva era a mais importante do ano já que dava vaga para os Jogos Pan-Americanos, que é uma competição super importante e para mim era um dos objetivos para representar o Brasil. Então creio que vai ser uma importante competição para a minha carreira e no Pan espero conseguir ter um bom resultado para o Brasil, para o estado do Amazonas e para mim”, revelou a atleta do Tiro Com Arco.

Sem perder o foco, a arqueira já volta a fazer o que pratica com maestria: mirar nos próximos alvos. “Eu creio que vou ficar treinando aqui em Maricá-RJ, para o Pan Americano, já estou aqui treinando para o Mundial, na Holanda, onde podemos conseguir vaga para as Olimpíadas por equipe”, explicou Graziela. 
Em março, Graziela participou do Grand Prix do México de Tiro com Arco, no México, e levou para casa medalha de prata na competição. Agora concentrada na sede da Confederação Brasileira de Tiro Com Arco, Graziela será treinada pelo técnico da Seleção Brasileira da modalidade, o cubano Jorge Luis Carrasco Fernández. O Campeonato Mundial Adulto acontece de 09 a 16 de junho e, logo depois vêm os Jogos Pan-Americanos, que será disputado de 26 de julho até 11 de agosto. Agora, antes mesmo de se classificar de iniciar a disputa das próximas competições, a atleta já se prepara para outra conquista importante: atrair cada vez mais praticantes para a modalidade no Amazonas.

 “É sempre bom, quando a gente consegue vaga na Seleção Brasileira para participar das competições internacionais o pessoal sempre procura. O nosso grande problema para as atletas daqui é que não temos campo ainda, um campo só para o Tiro com Arco, isso dificulta um pouco, mas é sempre assim: sempre que ganhamos alguma medalha, participamos de competições internacionais, passamos pelas seletivas, sai nos jornais e na televisão, o povo sempre procura”, revelou, otimista.
 

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.