Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019
MMA

Lutador da etnia macuxi tenta sonho de ser o primeiro indígena a lutar no UFC

Leandro 'Kacique', é natural de Boa Vista (Roraima), e venceu um combate recentemente, no Coari Champions 3, aumentando seu número de vitórias no cartel



WhatsApp_Image_2019-08-07_at_15.11.47_2B11ABE4-27D7-4ADE-8086-9A827662D075.jpeg Foto: Winnetou Almeida
11/08/2019 às 15:13

Revelado pelo Reality Show de MMA ‘Cidade Combat’, da TV Cidade, em 2016, em Boa Vista (Roraima), Leandro 'Kacique', 24, da etnia Macuxi, luta pelo sonho de ser o primeiro indígena na franquia mais famosa da modalidade: o UFC (Ultimate Fighting Championship).

O lutador peso pena é considerado um prodígio no MMA, e teve um início de carreira meteórica. “Comecei numa academia (Trindade), que tinha lá perto de casa, que era um projeto social do governo. Na época eu tinha uns 13 anos e foi onde comecei no jiu-jítsu. Antes disso treinava capoeira. Depois fui por boxe, muay-thai, e pegando um de cada”, relatou Kacique que na primeira luta nas Artes Marciais Mistas nocauteou o adversário com apenas 36 segundos da luta válida pelo circuito roraimense.

“Na primeira vez eu ainda não sabia de nada. Enfrentei um adversário experiente e ganhei dele bem rápido, com uns 36 segundos”, disse Leandro Kacique que tem um cartel de 15 lutas, 13 vitórias e duas derrotas.

O convite para lutar fora da cidade natal veio do professor Cristiano Carioca, que abriu uma nova fase na carreira de Kacique.  “Eu conheci o Carioca em um reality que teve lá em Boa Vista (RR), e ele me chamou pra lutar fora. Nunca tinha vindo em Manaus, Coari, eu não conhecia nada mesmo, não tinha saído de Roraima. E com ajuda do Carioca eu comecei a lutar fora do estado. E hoje eu represento a equipe dele que Carioca Academy”, disse Leandro Kacique.

Carioca, 42, atua há 25 anos como professor da arte suave, e é natural do Rio de Janeiro.  Atualmente ele vive em Manaus, mas é o principal responsável por lapidar o talento de Kacique.

“Eu encontrei o Leandro no reality onde eu fui um dos treinadores, e ele se sagrou campeão. Depois, ele me procurou pra pedir orientação porque ele queria lutar fora da cidade dele. E depois ele entrou na minha equipe Carioca Academy e a gente tem trabalhado bastante. Ele é um garoto de ouro que sempre ouve o que a gente fala”, frisou o mestre.

Indígena no UFC

Cerca de 648 atletas fazem parte da maior organização do mundo de MMA, o UFC(Ultimate Fighting Championship). E Leandro Kacique pode vir a ser o primeiro indígena a fazer parte da entidade desportiva. O treinador Cristiano Carioca explicou sobre as reais possibilidades de seu pupilo pisar no octógono do UFC.

“Nós estamos com um cartel muito bom no sherdog, e a gente está correndo atrás de mandar um oficio ou e-mail para o UFC, falando da história dele, do começo da carreira dele. Pra eles verem que um indígena está praticando o MMA e é um vitorioso. Ele já pegou lutadores muito duros, como o adversário em Coari, de uma academia renomada (Renovação Coari Team), e que a gente venceu de virada no segundo round com uma finalização. A gente ficou muito feliz”, explicou Carioca. 

“Nós temos um plano de futuro muito bom para a carreira dele. Queremos participar de grandes eventos internacionais, como o Bellator, e até mesmo o UFC. E nós estamos conversando com o empresário Samir Nadaf, que é sócio do Alexis Davis, um empresário que tem o maior número de atletas no UFC, e a gente tem mantido bastante contato. Eles gostam muito do Kacique, até mesmo o Minotauro pediu nossos contatos pra conversar a respeito do Kacique, até porque ele gostou muito da luta dele”, declarou o treinador do lutador indígena.

Poder ter a chance de lutar no UFC, e representar o povo indígena Macuxi tem sido motivo de orgulho para Leandro Kacique, que externou a sensação de está alguns passos do maior evento de MMA do mundo, o UFC.

“Primeiro tudo isso é uma felicidade enorme ter a possibilidade de participar do maior evento de MMA do planeta, e sendo um macuxi (etnia indígena) é uma conquista muito grande para o meu povo e para meu Estado(Roraima). E com toda certeza vou representar  muito bem meu povo”, finalizou Kacique.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.