Terça-feira, 23 de Julho de 2019
NA ZONA NORTE

Após morte de Mura, novo cacique diz que está sendo ameaçado de morte pela FDN

Novo cacique da Invasão dos Índios, no Nova Cidade, disse que líder da facção criminosa, por meio de uma videochamada, gravada de dentro de um presídio da capital, teria o ameaçado



_ndio_0EF5BA36-B594-45C9-B8F2-663294D9D6C6.JPG Foto: Jair Araújo
14/06/2019 às 13:36

O cacique da etnia Apurinã Adnael Farias de Souza contou, na manhã desta sexta-feira (14), que está sendo ameaçado por um líder da facção criminosa Família do Norte (FDN). Ele foi testemunha ocular da execução do cacique Mura William Machado Alencar, o Cacique Onça Preta, de 42, morto com 7 tiros na tarde de quinta-feira (13), na área conhecida como Invasão dos Índios, no bairro Nova Cidade, na Zona Norte de Manaus.

Na manhã de hoje, famílias de 17 etnias que ocupam o local realizaram uma manifestação para que os órgãos judiciários legalizem a área para a construção de moradias.

Major Marcelo Matos, da 15° Companhia Interativa Comunitária (Cicom), disse que a Invasão dos Índios se trata de uma área de preservação tombada pela União, e que vem sendo ocupada de forma irregular até pelos próprios índios há cerca de 3 anos. Membros de facções criminosas têm tentado se infiltrar para tomar a área para o tráfico de drogas, possível motivo da morte do Cacique Onça Preta, que não permitia qualquer ação criminosa na região.

O cacique Adnael, que assumiu a liderança da comunidade, afirmou que ontem um dos líderes da FDN pediu que um de seus membros levasse um celular e, por meio de chamada de vídeo, o criminoso de dentro da cadeia o ameaçou de morte e lhe deu um prazo para a retirada dos índios.

“A terra é nossa, vamos sair por quê? Pode avisar pra esse João Branco aí que eu não tenho medo e não vou sair daqui não, ele não vai me matar não, vai matar minha carne, mas eu volto como espírito”, finalizou o cacique Adnael, afirmando temer apenas pela vida dos filhos, que presenciaram também a morte do Onça Preta, e que ainda estão em estado de choque.

O índio afirmou também que deseja proteção da Justiça e, se houver demora, várias etnias irão se deslocar para ocupar as rodovias que ligam Manaus a outros municípios.

Receba Novidades

* campo obrigatório
News portal1 d3f1dcdd 89ab 46c6 9fcb 20a7cf4ebac3
Repórter de Polícia do jornal Manaus Hoje

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.