Quarta-feira, 22 de Maio de 2019
ZONA LESTE

Avô suspeito de estuprar netas de 10 e 13 anos é investigado pela Polícia Civil

Uma das sobrinhas revelou ser abusada desde agosto de 2018 e a outra de 13 anos há aproximadamente três semanas. O caso teria sido relatado para a pastora da igreja que frequentam



depca_34B7B0EF-2D45-444C-9584-CF85BD9B1835.JPG
Foto: Arquivo AC
11/01/2019 às 15:52

A Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca) abriu inquérito policial para investigar um possível caso de estupro de vulnerável praticado por um funcionário público de 53 anos contra as próprias netas, de 10 e 13 anos. Os abusos teriam ocorrido no bairro Tancredo Neves, na Zona Leste de Manaus.

As informações constam no do Boletim de Ocorrência (B.O) registrado na noite de quinta-feira (10), na Depca, quando o suspeito foi preso pela 14ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). O tio das vítimas conversou por telefone com a reportagem e confirmou a suspeita dos abusos. De acordo com ele, uma das sobrinhas revelou ser abusada desde agosto de 2018 e a outra de 13 anos há aproximadamente três semanas.

Segundo o tio, um consultor de vendas de 29 anos, as informações de abusos só foram descobertas após uma das sobrinhas revelar os estupros para uma pastora da igreja. “Ela contou para uma pastora e uma colega da igreja contou para a mãe dela. Foi quando ficamos sabendo do caso”, explicou o consultor de vendas. As vítimas relataram na polícia que o avô tocava em suas partes íntimas.

O funcionário público municipal foi levado pela 14ª Cicom até a Depca, onde prestou depoimento sobre o crime. Para a Polícia ele negou as acusações. Segundo consta no B.O, um inquérito foi aberto para investigar os crimes e as vítimas foram submetidas a exames de conjunção carnal e coito anal. Já o suspeito foi liberado em seguida após término do depoimento.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.