Terça-feira, 19 de Outubro de 2021
Sem Esclarecimentos

‘Caso Lucas Ramon’: Casal preso ainda não prestou depoimento na DEHS e na Justiça do AM

Joabson Agostinho e Jordana Azevedo são apontado como mandantes do homicídio do empresário e sargento Lucas Ramon Silva Guimarães



dsd_E4F7C113-5969-469D-80D3-DE7DE0DB5401.jpg Foto: Gilson Mello
23/09/2021 às 19:23

Os empresários Joabson Agostinho Gomes, 38, e Jordana Azevedo Freire, 41, ainda não prestaram depoimento na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) e na Justiça do Amazonas após a prisão temporária. As informações foram repassadas nesta quinta-feira (23) por Raphael Grosso Filho, o advogado de defesa.

O casal é apontado como mandante do homicídio do empresário e sargento do Exército Brasileiro (EB), Lucas Ramon Silva Guimarães, 29, que foi morto a tiros em uma cafeteria no bairro Praça 14, Zona Sul de Manaus, no dia 1º de setembro deste ano.

De acordo com a Justiça do Amazonas, o mandado de prisão temporária foi expedido pelo juiz Rafael da Rocha Lima, da Vara auxiliar da Central de Inquéritos Policiais. O casal foi preso devido a um pedido de quebra de sigilo de dados telefônicos.

Na última quarta-feira (22), Joabson e Jordana passaram por exames de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML), no bairro Cidade Nova, Zona Norte. Após o procedimento, Joabson foi conduzido para o Centro de Detenção Provisória de Manaus 2 (CDPM 2), e Jordana para a Cadeia Feminina Provisória.

AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA

Joabson e Jordana não participaram de audiência de custódia, pois elas estão suspensas devido a pandemia do Covid-19, segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A juíza plantonista Careen Aguiar Fernandes decidiu que a prisão do casal estava legal porque estava em conformidade com o parecer do Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM), que não constatou nenhuma irregularidade.




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.