Publicidade
Manaus Hoje
QUADRILHA

Fuzil de uso exclusivo de forças policiais era alugado por quadrilha para cometer roubos

Dois homens foram presos em flagrante, além de centenas de munições e uma quantidade expressiva de entorpecentes terem sido apreendidas 19/01/2019 às 10:43 - Atualizado em 19/01/2019 às 11:15
Show beff87b5 eed8 481a be81 b5d4993a6128 e7d5a530 1482 486a b3d5 bdfc2537daf4
Foto: Jander Robson
Silane Souza Manaus (AM)

Um fuzil 556, de uso exclusivo de forças policiais, centenas de munições e uma quantidade expressiva de entorpecentes foram apreendidos na tarde desta sexta-feira (18) pela Polícia Civil do Amazonas. O material estava em posse de Bruno Lima de Oliveira, 27, e Alexandre Azevedo Costa, 24. Os dois foram presos em flagrante no conjunto Manôa, bairro Cidade Nova, Zona Norte da capital. 

De acordo com o delegado Cícero Túlio, titular da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), a dupla foi presa após 20 dias de investigação de uma quadrilha especializada em roubos e furtos de veículo na capital. “Ao longo da investigação foi possível identificar que uma quadrilha, ligada a uma facção criminosa, alugava armamento para que o grupo pudesse cometer roubos em Manaus”, comentou. 

O delegado disse que ao identificar o possível local onde eles escondiam o armamento, a equipe da Derfv se deslocou até a residência na rua Araracruz, no conjunto Manôa, onde localizou Bruno e Alexandre.

Com eles foram encontrados um fuzil 556, 157 munições (556, 380, 40 e 9 mm), 891 trouxinhas entre oxi e maconha tipo skunk, uma porção de pasta base e um tablete de maconha skunk. Durante as diligências, foi localizado ainda um veículo modelo Onix, de cor preta, sem placas e com restrição de roubo.  

O delegado Cícero Túlio destacou ainda que o fuzil apreendido pode ter sido utilizado durante em uma tentativa de homicídio ocorrida no dia 11 deste mês, na comunidade Bairro do Céu, no Centro, de um traficante conhecido como “Marcelinho”.

Bruno e Alexandre foram autuados em flagrante por associação criminosa, posse ilegal de arma de fogo de uso restrito, porte de munições de uso permitido e tráfico de drogas. Após os procedimentos na unidade policial, ambos serão conduzidos para Audiência de Custódia, no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, na Zona Sul. 

O delegado Cícero Túlio afirmou que as investigações vão continuar a fim de identificar os outros possíveis integrantes da quadrilha.

Publicidade
Publicidade