Sexta-feira, 03 de Julho de 2020
MARIA DA PENHA

Maria Azedo acusa ex-marido de violência doméstica; acusado nega

Ex-cunhã poranga compareceu registrou BO contra o publicitário Bruno Guedes por descumprir medida protetiva. O publicitário nega as acusações



show_image__1__9473F00F-823B-49AC-AECF-5C323237F29C.jpeg Foto: Divulgação
01/06/2020 às 16:26

A nutricionista e ex-cunhã poranga da Associação Cultural Boi-Bumbá Caprichoso, Maria Azedo, 31 anos, compareceu na manhã desta segunda-feira (1º) na Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM), localizada no bairro Parque Dez de Novembro, Zona Centro–Sul de Manaus, para registrar Boletim de Ocorrência (BO) contra o ex-marido, o publicitário Bruno Guedes, 33 anos, por descumprimento de medida protetiva.

No BO, Maria acusa Bruno de ter invadido o apartamento onde o casal mora, localizado na Zona Centro–Sul da cidade. Ontem (31), a nutricionista publicou em uma rede social, vídeos onde relata ter sofrido violência doméstica durante os meses de casamento com Guedes. Por telefone, o publicitário negou ter invadido o imóvel, bem como negou ter agredido fisicamente a ex-mulher, com quem está separado há 41 dias, segundo ele.



Por telefone, Maria Azedo explicou que já registrou dois BOs contra Bruno. Um boletim foi por furto de celular e o outro foi em virtude de uma agressão. “Ele colocava na minha cabeça que eu era mimada e egoísta por eu não aceitar a relação dele com a filha. Uma vez eu disse algo que ele não gostou e em seguida ele me deu um tapa no joelho. Fora isso, eu descobri diversas traições. Ele não aceita o fim da relação e por isso me persegue”, declarou Maria. A marca deixada pelo tapa foi divulgado pela nutricionista na rede social.

Questionada se além do tapa no joelho houve outras agressões durante a relação, Maria Azedo afirmou que ocorreram puxões de cabelo e alguns empurrões. “Tem certas coisas que a gente fecha os olhos. Ele sempre se arrependia e dizia que iria mudar e a gente acaba relevando e seguia em frente”, frisou a nutricionista. Bruno negou todo e qualquer tipo de agressão. “Ela está denegrindo a minha imagem por se conhecida”, ponderou o publicitário.

Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

De acordo com o relato da nutricionista, Bruno levou garrafas de bebidas, relógios e também a cachorra do casal, de raça yorkshire, chamada de “pipoca”. Segundo os videos divulgados ontem (31), Maria relata que desde o fim da relação Bruno passou a persegui-la nas redes sociais e por aplicativo de mensagem instantânea. No dia 15 de maio deste ano, o juiz George Barroso, durante o plantão criminal, determinou a medida protetiva para a nutricionista e contra Bruno, que nega todas as acusações.

Por telefone, o publicitário afirmou que tem a chave do apartamento e não precisou invadir o imóvel pela janela de um dos cômodos da casa, como relatou Maria em vídeo. “Ela mora no terceiro andar, como eu vou subir ali? Eu sabia que ela não estava no apartamento. Quando eu entrei, vi o lugar sujo de fezes da cachorra e todo bagunçado. Entrei e peguei bens que são meus”, disse Bruno.

“Ela sempre foi muito ciumenta e possessiva. Ela nunca aceitou que eu dividisse a atenção com a minha filha. A gente terminou porque eu passei dois dias a mais com a minha filha. Eu trabalho com marketing e por isso administro vários grupos de whatsapp. E uma vez ela não gostou que nesses grupos tinham pessoas que ela não gostava. E com isso ela surtou, quebrou a televisão e quebrou tudo no apartamento. Começou a se jogar no chão, se bater, pegou uma tesoura e queria cortar os pulsos”, relatou o publicitário.

Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Inquérito

Por meio de nota enviada pela assessoria de imprensa da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), a instituição policial informou que um Inquérito Policial (IP) foi instaurado para apurar as circunstâncias dos fatos. “Maiores informações não poderão ser repassadas para não atrapalhar as investigações”, declarou a polícia judiciária.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.