Sábado, 16 de Outubro de 2021
Preso no Rio de Janeiro

Médico que atuava em Manaus é preso no Rio de Janeiro por prática de aborto ilegal

Segundo investigações, ele já fez mais de 200 abortos ilegais na capital amazonense



Sem_titulo_9C15D69A-EC57-44CA-9F1B-7C88F0766B02.jpg Foto: Reprodução TV A CRÍTICA
06/09/2021 às 07:02

O médico Antônio Lopes e a esposa dele, Maristela Lopes, foram presos na última quinta-feira (2), no Rio de Janeiro (RJ) por manterem uma clínica clandestina de aborto, onde cobravam R$ 5 mil pelo procedimento. O médico já trabalhou na maternidade Moura Tapajóz, em Manaus. Segundo informações da polícia, ele teria cometido pelo menos 200 abortos ilegais na capital amazonense.

De acordo com informações da Polícia Civil do Rio de Janeiro, Maristela conseguia as clientes que fariam o aborto, fazia a contabilidade da clínica clandestina e ajudava o médico durante o procedimento. Na clínica, foram encontrados medicamentos vencidos com datas entre 2017 e 2020. No momento da operação policial, uma mulher de 37, que havia acabado de passar pelo procedimento ilegal, foi encontrada e encaminhada para atendimento em uma maternidade.

Na época em que atuava em Manaus, a Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA) investigou a conduta do médico. A investigação não foi adiante por falta de provas.



News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.