Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
TRÁFICO

Esposa de Marcos Pará é presa com pistola Glock, R$ 2,5 mil em espécie e RG falso

De acordo com a polícia, Luciana Cardoso, conhecida como 'Estrela', era chamada de 'primeira dama do Tráfico' no Alvorada e comandava bocas de fumo na área



WhatsApp_Image_2019-02-09_at_11.16.59_BFE1C9E9-A65E-443B-A3C9-2A7BA84D759F.jpeg
09/02/2019 às 11:31

Luciana Uchôa Cardoso, a 'Estrela', também chamada de “primeira dama do Tráfico da Alvorada”, vai passar pela audiência de custódia hoje a tarde onde será decidida de ela vai ou não para a cadeia. Ela foi presa na tarde de ontem por policiais do Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) portando armas, munição e dinheiro.

De acordo com o comandante da Rocam, tenente-coronel Bruno Azevedo, a prisão de Luciana aconteceu no conjunto Campos Elíseos, Avenida Desembargador João Machado, bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste e depois foi levada para o 12º Distrito Integrado de Polícia (Dip), na Avenida Nilton Lins, bairro Chapada.

Conforme o comandante, Luciana estava dirigindo o seu carro modelo HB20, de placa QNH-2971, quando foi abordada pelos policiais. Durante a revista no carro e na bolsa foram encontradas uma pistola Glock G25, calibre 380, com 11 munições intactas de mesmo calibre. Além disso, ela portava uma identidade com a foto dela, porém com o nome de Ana Maria Peixoto Lopes.

Em diligências em sua residência foi encontrado o valor de R$ 2.597,00 em espécie, provavelmente proveniente das bocas de fumo que a mesma comandava.  A suspeita informou aos policiais que ela tinha outra arma, uma pistola calibre PT 40 que estava com um de seus soldados. Ela chegou a marcar um encontro com essa pessoa, no bairro da União, porém o comparsa não apareceu.

Luciana é companheira do traficante Marcos Roberto Miranda da Silva, o “Marcos Pará, que atualmente cumpre pena em presídio federal, e integrante do bando comandado pelo traficante João Pinto Carioca, o “João Branco”. De acordo com o levantamento feito pela polícia,  Estrela, depois que o marido foi preso, passou a comandar o tráfico no bairro Alvorada e atualmente vivia disputando a área com o traficante “Carlinhos”.

Ela estava sendo monitorada por tornozeleira e a prisão ocorreu por solicitação da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), uma vez que ela estava andando fora do perímetro permitido.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.