Publicidade
Manaus Hoje
HOMICÍDIO

Preso suspeito de matar homem que cometia furtos em área de traficante, em Manaus

Apontado como traficante na Cidade Alta, “Rafinha” se incomodou com furtos em sua “área” após um parente dele ser furtado e porque os crimes chamavam a atenção da polícia 12/02/2019 às 11:13 - Atualizado em 12/02/2019 às 11:31
Show 4f47e56f 0fca 4bd6 83b0 71629b8ea20d ba1672ea e0fa 4e84 b1c7 0011f84ddecf
Foto: Winnetou Almeida
Márcia Monteiro Manaus (AM)

Rafael Felipe Mesquita, de 23 anos, o “Rafinha”, foi preso e apresentado na manhã de hoje (12) na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), em Manaus. Ele é apontado como traficante de drogas na comunidade Cidade Alta, bairro do Jorge Teixeira, Zona Leste da cidade, e suspeito de ter matado um homem na noite do último 8 de janeiro, na rua Mutum Açu, mesmo bairro.

A vítima do crime é Rareson Frazão de Lima, de 19 anos. Segundo o delegado Paulo Martins, titular da DEHS, “Rafinha” matou Rareson porque o mesmo cometia furtos na área de atuação dele de venda de entorpecentes, e também após um parente de “Rafinha” ter sido vítima dos furtos e, ainda, porque os crimes chamavam a atenção da polícia.

“Rafinha” foi reconhecido no local do crime. Conforme a polícia, ele foi tomar satisfações com Rareron por causa dos pequenos furtos cometidos na região e acabou matando-o. “Nós conseguimos juntar testemunhas que confirmaram que foi ele que efetuou os disparos. Ele chamou Rareson em frente a sua casa e quando a vítima saiu, ele desferiu pelo menos três tiros”, relatou o delegado Charles Araújo, adjunto da DEHS e responsável pelas investigações do assassinato.

Segundo o delegado Charles Araújo, ainda foi descoberto durante as investigações que os furtos cometidos por Rareson estavam incomodando “Rafinha” porque os crimes chamavam a atenção da polícia para aquela área de “boca de fumo”.

À imprensa, entretanto, “Rafinha” negou a responsabilidade pelo crime e afirmou que no momento do assassinato ele estava em casa usando suas redes sociais e, em seguida, teria ido a uma lanchonete com um amigo.

A prisão de “Rafinha” foi cumprida com mandado judicial. Agora, ele será encaminhado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), presídio localizado no Km 8 da rodovia BR-174, onde ficará a disposição da Justiça.

Publicidade
Publicidade