Sábado, 25 de Maio de 2019
INVESTIMENTO

Maior porto do interior do Amazonas é inaugurado no município de Itacoatiara

A inauguração do porto, com capacidade para atracação de navios e balsas de até 35 mil toneladas, contou com a presença do ministro dos transportes



porto.JPG
Foto: Divulgação
16/06/2018 às 13:13

O novo porto de Itacoatiara, construído com investimentos de R$ 66,1 milhões, foi inaugurado na manhã deste sábado (16) em solenidade que teve as presenças do ministro dos transportes, Valter Casimiro, e de parlamentares da bancada amazonense no Congresso.

É o maior porto fluvial do interior do Amazonas, com capacidade para atracação de navios e balsas de até 35 mil toneladas. Conta com terminal de passageiros, pátio de carga para 5 mil contêineres, estacionamento e complexo frigorífico.  “É a maior obra de infraestrutura no interior nos últimos 10 anos e que vai impulsionar a economia do município”, definiu Alfredo Nascimento, que viabilizou os recursos junto ao Governo Federal.

O porto recebeu o nome do Engenheiro Antônio Nelson Ade Oliveira Neto, um itacoatiarense falecido na década de 90, que era um entusiasta do transporte fluvial.

O ministro Valter Casimiro disse que a construção dos portos é um projeto prioritário de sua pasta, desde a época em que Alfredo foi ministro dos Transportes. “Já foram entregues mais de 40 portos só no Amazonas e temos ainda cinco em fase de construção e elaboração de projeto. Já foram investidos R$ 1 bilhão, fortalecendo a economia amazonense”, disse o ministro.

O porto de Itacoatiara pode ser uma alternativa para baratear os custos com transportes dos produtos fabricados na Zona Franca de Manaus, mas para isso será necessária a duplicação da AM-010, que liga a capital à cidade de Itacoatiara. A bancada do Amazonas está se articulando para conseguir recursos via emenda de bancada.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.