Terça-feira, 18 de Junho de 2019
TRANSPORTE AÉREO

Passagens podem baratear se demanda crescer após acordo com a Gol, diz MAP

Codeshare entre as companhias foi formalizado em evento no Aeroporto Eduardo Gomes nesta quarta-feira (3)



WhatsApp_Image_2019-04-03_at_20.50.42_4E16248E-2FDA-4DA0-B4C2-6EE5D23E5458.jpeg Foto: Antônio Lima
03/04/2019 às 22:02

A conectividade entre Amazonas e Pará será ampliada a partir deste mês. O acordo de codeshare entre a MAP Linhas Aéreas e a Gol Linhas Aéreas foi formalizado, nesta quarta-feira (3), em um evento no Aeroporto Eduardo Gomes, na Zona Oeste de Manaus. O compartilhamento de voos pode implicar em uma redução no valor das passagens aéreas, caso a demanda aumente, conforme o CEO da MAP, Héctor Hamada.

“O passageiro vai poder fazer só um check in de São Paulo para Tefé, com voos operados pelas duas empresas, e a bagagem é retirada no destino final. Isso vai melhorar nosso serviço e aumentando maior quantidade de passagens. Num primeiro momento, faremos conexão em Manaus, Belém e Santarém”, explica Hamada.

Com a parceria, nove cidades do Amazonas e cinco do Pará passam a contar com a codeshare. Os 11 destinos acrescentados representam, na visão dos representantes das companhias, mais oportunidades de negócios e turismo, e uma consequente melhoria na economia da região.

No Amazonas, as cidades atendidas são: Eirunepé, São Gabriel da Cachoeira, Carauari, Lábrea, Coari, Tefé, Barcelos e Parintins. No Pará, Itaituba, Porto Trombetas e Altamira passam a ser atendidos.

“No ano passado aumentamos a conectividade no Nordeste e foi um sucesso. Hoje estamos iniciando essa parceria com a região Norte e não tenho dúvida que também será um sucesso”, avaliou o Randall Saenz Aguero, diretor de Alianças, Distribuição e Desenvolvimento Internacional da Gol.

Turismo

Dados da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) mostram que o turismo contribui com 3,6% do Produto Interno do Bruto (PIB) do País. No Amazonas e Pará, o turismo corresponde a 2,5% e 2,7%, respectivamente.

A MAP realiza 404 voos por mês. A parceria vai possibilitar ligar o Norte do Brasil a 46 destinos operados pela GOL.

“Integrar a Amazônia, em si, com o conjunto do País é um desafio histórico dessa nação. Em um momento em que a economia anda de lado, fazer isso significa apostar no crescimento do Brasil, no desenvolvimento da Amazônia, significa apostar na Amazônia”, afirma Eduardo Sanovicz, presidente da Abear.

MAP

A MAP é uma empresa amazonense com seis anos de atuação e quase 300 funcionários diretos. Em seis anos, mais de 630 mil passageiros foram transportados.

Receba Novidades


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.