Publicidade
Manaus
PERIGO NA VIA

Asfalto cede e abre cratera profunda em trecho da rua Pará, na Zona Centro-Sul

O incidente provocou a interdição de parte da via ao lado do Posto 700; nenhuma pessoa ficou ferida 17/12/2017 às 09:48 - Atualizado em 17/12/2017 às 16:36
Show buraco
Fotos: Rafael Seixas
Rafael Seixas Manaus (AM)

Uma cratera de aproximadamente quatro metros de profundidade se abriu na manhã deste domingo (17), por volta das 8h40, em um trecho da rua Pará, esquina com a avenida Djalma Batista, no bairro Nossa Senhora das Graças, na Zona Centro-Sul de Manaus. O incidente provocou a interdição de parte da via ao lado do Posto 700.

De acordo com policiais militares, nenhuma pessoa ficou ferida. Técnicos da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) e da Manaus Ambiental foram acionados.

O professor Alberto Lobato Goés, 53, informou que na década de 80 o terreno onde o buraco se formou foi aterrado. “Onde é o Posto 700 e a Mc Donalds o terreno era acidentado, com buracos profundos, que foram aterrados”, disse.

No buraco é possível ver que uma tubulação de água se rompeu, o que pode ter ajudado a ceder o asfalto.

Em nota, a Prefeitura de Manaus tratou a cratera apenas como "uma obra emergencial da Manaus Ambiental". De  acordo com a nota, técnicos da Secretaria Municipal de Infraestrutura estão dando apoio à concessionária nos reparos.

Por conta da situação, quem segue pela Rua Pará e precisa continuar nessa avenida, deverá dobrar à direita, na avenida Djalma Batista, fazer o retorno na alça de esquina da Avenida Álvaro Maia e acessar a Djalma no sentido Centro/Bairro. Antes da Rua Pará, o condutor deverá dobrar à direita, na Rua Cuiabá, acessar a Rua Rio Javari e retomar a Rua Pará.

Trabalhos na madrugada

Procurada pela reportagem, a assessoria de comunicação da Manaus Ambiental informou que o serviço de água nas proximidades do bairro Vieiralves foi restabelecido na tarde deste domingo (17). O órgão também destacou que trabalhadores atuarão na rua Pará durante a madrugada desta segunda-feira (18), para que o buraco seja fechado o mais breve possível. 

Publicidade
Publicidade