Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019
POLÍTICA

Bancada do AM tem reunião com Paulo Guedes nesta quarta (24) em Brasília

Encontro será o primeiro da bancada após o ministro da Economia atacar o modelo Zona Franca de Manaus



paulo_guedes_87707463-150B-4EE8-8888-CE1E1C48DD6F.JPG Foto: Reprodução/Internet
23/04/2019 às 18:20

Uma semana após dizer que “o Brasil não pode pagar pela Zona Franca de Manaus”, o ministro da Economia Paulo Guedes se reunirá nesta quarta-feira (23) com a bancada do Amazonas. A reunião vai ocorrer, às 17h30 (horário de Brasília), no gabinete do “braço direito” do governo de Jair Bolsonaro. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do senador Omar Aziz (PSD).

De acordo com o deputado federal capitão Alberto Neto (PRB), a bancada quer entender qual é o contexto das declarações feitas pelo ministro contra a ZFM e o que realmente ele pensa sobre o modelo.



“E a gente vai esclarecer para a população qual o projeto do presidente Bolsonaro para o nosso Estado.  Isso [a declaração de Guedes] afeta o mercado, causa uma instabilidade muito grande, ainda mais vindo do ministro da Economia. Um bom esclarecimento por parte dele também poderá voltar a acalmar os ânimos dos empresários e investidores”, disse Alberto.

Entenda o caso

No último dia 17, Paulo Guedes disse em entrevista à Globo News, que não pretende “mexer” com a Zona Franca de Manaus (ZFM), por se tratar de um modelo constitucional, mas afirmou que pretende privilegiar outros estados do Brasil zerando impostos, como o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). A medida, caso aplicada, tiraria a competitividade do modelo.

“Não vou mexer com a Zona Franca, está na constituição. Agora, se todos os impostos caíssem para zero? Eu não mexi na Zona Franca de Manaus. [...] Eu não economizei 25 bilhões, eu simplifiquei. Quer dizer agora que o Brasil não pode ficar mais eficiente? [...] Então quer dizer que eu tenho que deixar o Brasil bem ferrado, bem desarrumado, porque, senão, não tem vantagens para Manaus?”, disse o ministro.

As declarações geraram duas críticas de representantes da bancada amazonense. “Quem não conhece nossa região não sabe o valor agregado que temos. A Amazônia é importante para todo o mundo. O governo Dilma prorrogou a Zona Franca por 50 anos, nunca nos deu um golpe de misericórdia que estão nos dando agora”, criticou Omar, à época.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.