Sábado, 12 de Junho de 2021
PANDEMIA

Busca por testes de Covid-19 cresce durante fim de ano no AM

Farmácias do estado registraram 22.400 testes rápidos entre 14 e 20 de dezembro



49806565641_87ce01121f_o_CE4EC4D6-74F9-45CB-B105-3A95B4271896.jpg Foto: Leopoldo SIlva/Agência Brasil
27/12/2020 às 13:03

Segundo dados mais recentes da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), a procura pelos testes rápidos de Covid-19 em farmácias cresce na medida em que o final do ano se aproxima. Para se ter ideia, entre 14 a 20 de dezembro, a entidade contabilizou 141.568 testagens em todo o Brasil, enquanto que nos dias 7 a 13 de dezembro, 110.046 testes haviam sido realizados em escala nacional.

No Amazonas, a procura pelos testes rápidos também cresceu em uma semana. Entre 14 a 20 de dezembro, 22.400 testes rápidos de Covid-19 foram feitos nas farmácias do estado, ou seja, 1.269 testes a mais que na semana anterior quando foram registrados 21.131 testagens para o novo coronavírus. Do total de 22.400 testagens, 6.001 testes rápidos resultaram em casos positivos para a Covid-19. 



A rede Santo Remédio, do Grupo Tapajós, por exemplo, registrou aumento pela procura de testes, o que levou a empresa a investir nos exames de swab, que detectam o vírus ainda ativo no corpo (antígeno). Antes, a empresa trabalhava apenas com o teste de sorologia (IgG/IgM). 

“Desde que começamos a oferecer os testes rápidos, em maio, realizamos mais de 11 mil procedimentos na capital. Destes, em torno de oito mil foram positivos. Quanto aos testes, ambos são rápidos e o resultado sai em no máximo 20 minutos”, afirmou o farmacêutico e supervisor de vendas Rayfran Oliveira. 

Diferente de farmácias, os laboratórios clínicos particulares não observaram aumento significativo de procura pelos testes de Covid-19 neste final de ano.

“A gente manteve a mesma média de coletas de pacientes dos últimos três a quatro meses anteriores, ou seja, nós mantivemos a média de 100 testes por mês, mas não mais que isso”, afirmou diretor da Targino Laboratório Clínico, Alexandre Targino Soledade.

Nos últimos cinco dias, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) registrou uma média elevada de realização de testes rápidos e coletas de RT-PCR, em Manaus. Segundo o órgão, foi registrada uma média de 550 exames por dia, sendo realizados nas unidades preferenciais de saúde.

Na capital, é disponibilizado o rastreio de casos por meio do teste rápido – determinação qualitativa e diferencial de anticorpos IgG e IGM contra o novo coronavírus – em 48 Unidades de Saúde, sendo 18 preferenciais para o atendimento de casos suspeitos da Covid-19. Também é realizada a coleta de exame RT-PCR em quatro unidades de horário ampliado e por meio das equipes laboratoriais em domicílio.

Conforme a Semsa, é apenas após a avaliação médica que o usuário será encaminhado para realização de um dos exames. O órgão orienta ao usuário o qual apresentar sintomas de síndrome gripal, que procure a Unidade de Saúde mais próxima de sua residência.

Cenário Epidemiológico de Manaus

Em relação ao cenário epidemiológico, a Semsa afirma que foram observados dois momentos de aumento significativo de casos nas semanas epidemiológicas 40 e 43 (em outubro) e nas últimas duas semanas, 50 e 51 (em dezembro). Essas últimas com uma tendência de aceleração e aumento de atendimento nas unidades de saúde municipais e de remoção pelo Samu-192 Manaus de chamadas por Covid-19.

Segundo a análise do professor Henrique Pereira, coordenador do Atlas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) no Amazonas, o indicativo é de que aglomerações principalmente nesta época de festas poderão resultar em aumento de casos e de hospitalizações. 

“A estabilidade de caso em platô (estabilidade) elevado indica que o vírus esta circulando com muita intensidade pela capital. Com isso, o risco de contário nas aglomerações torna-se ainda maior. As aglomerações poderão reverter as tendências de declínio nas hospitalizações observada em desde 17 de novembro”, afirmou à reportagem. 

A Prefeitura de Manaus alertou ainda que a população deve seguir e manter todas as recomendações de prevenção como o uso de máscara, higienização constante das mãos e evitar aglomerações, mantendo o distanciamento físico e isolamento social necessários.

Orientações

Para o período festivo, a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) recomendou, em nota, que não haja aglomeração e que as comemorações ocorram em núcleos familiares de convivência na mesma casa. O órgão também alertou quanto a corrida pela procura de testes nesta época. 

“De acordo com as orientações do Ministério da Saúde, o diagnóstico da doença pode ser definido além do exame, por clínico, clínico e epidemiológico e exame de imagem. Para a realização de exame de Covid-19 é preciso avaliação médica indicando a necessidade”. 

A médica pneumologista, Socorro Cardoso, esclareceu quem pode fazer a testagem para o vírus e voltou a reforçar sobre os cuidados para evitar a contaminação e disseminação da doença.

“Se houver contato com portador, mesmo assintomático, o teste pode ser feito. Vale lembrar que no período de incubação, em torno de 1 a 14 dias, a pessoa assintomática já está transmitindo o vírus. Por tanto, aconselho que não façam festas com parentes, celebrem as datas apenas com os que moram no mesmo ambiente”.

News karol 2d8bdd38 ce99 4bb8 9b75 aaf1a868182f
Repórter de Cidades
Jornalista formada pela Uninorte. Apaixonada pela linguagem radiofônica, na qual teve suas primeiras experiências, foi no impresso que encarou o desafio da prática jornalística e o amor pela escrita.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.