Segunda-feira, 16 de Dezembro de 2019
PROCEDIMENTO

Alejandro Valeiko passa por audiência de custódia em fórum

No último dia 29 de novembro, a Justiça do Amazonas acatou pedido do Ministério Público do Amazonas e converteu a prisão temporária de Alejandro Valeiko para prisão preventiva



audi_ncia_090EE30C-4E52-408A-A904-782C8FBBAABD.JPG Foto: Robson Adriano
02/12/2019 às 12:39

Alejandro Molina Valeiko, 30 anos, indiciado pela Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) pela morte do engenheiro Flávio Rodrigues, 42 anos, compareceu nesta segunda-feira (2) à Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, Zona Centro-Sul de Manaus.

Pelos corredores os guardas do fórum informavam aos funcionários que adentravam no setor 6 do local que estavam com "uma situação atípica". E por isso a movimentação estava com restrições.



O advogado Marco Aurélio Choy, responsável pela defesa do filho da primeira-dama Elizabeth Valeiko, chegou por volta das 11h20. Tanto ele quanto o advogado Yuri Dantas Barroso, que também integra a defesa de Alejandro, não quiseram falar com a imprensa.

Após a Audiência de Custódia, Alejandro Valeiko foi encaminhado novamente ao 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP). 

Posicionamento

A Central de Inquéritos do TJAM informa que, atendendo pedido da defesa de Alejandro Molina Valeiko, a juíza responsável pelo processo, Lina Marie Cabral, realizou na manhã desta segunda-feira (01/12) a audiência de custódia do referido indiciado que, na última sexta-feira (29), teve a prisão temporária convertida em prisão preventiva, situação que se manteve inalterada após a audiência.

No Termo de Audiência de Alejandro, a juíza estendeu aos indiciados Elizeu da Paz de Souza e Mayc Teixeira Parede - que também tiveram a prisão temporária convertida em preventiva na última sexta -, o direito de passar pelo mesmo procedimento (audiência de custódia). As defesas de ambos tomarão ciência da decisão no processo, após o que será designada a data das referidas audiências. 

Entenda

No último dia 29 de novembro, a Justiça do Amazonas acatou pedido do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) e converteu a prisão temporária de Alejandro Valeiko para prisão preventiva. O decreto também incluiu o sargento Elizeu Da Paz e lutador de MMA Mayc Paredes.

A polícia encerrou o caso essa semana e em seguida encaminhou o inquérito policial ao MPE-AM indiciando Mayc Vinicius, Alejandro Valeiko, sargento Da Paz, Vittório Del Gato e Paola Valeiko, que não chegou a ser presa no início das investigações. 

Caso Flávio



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.