Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020
Após ser anulada

Comissão de impeachment: Alessandra Campêlo é a presidente e Dr. Gomes relator

Comissão Especial que irá analisar o processo de impedimento do governador Wilson Lima (PSC) e o vice Carlos Almeida (PRTB) chegou a ter última votação anulada



1-Aleam-AA_BA084936-E2A8-477E-B2A4-122DC851E4EF.jpg Foto: Divulgação
14/07/2020 às 12:17

Após a definição da chapa única da comissão do impeachment, a vice-presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) Alessandra Campelo foi escolhida por 9 votos para presidir a Comissão Especial que irá analisar o processo de impedimento do governador Wilson Lima (PSC) e o vice Carlos Almeida (PRTB). O deputado Dr. Gomes (PSC), líder da maioria na Casa, foi escolhido relator por 10 votos.

Os deputados Felipe Souza (Patriotas) que disputou a presidência com Campelo teve 7 votos. Fausto Júnior (PRTB) que concorreu a relatoria juntamente com Dr. Gomes (PSC) recebeu 6 votos.



Os deputados Saullo Vianna (PTB) e João Luiz (Republicanos) se abstiveram. Vianna na votação pela escolha do presidente e Luiz na votação que escolheu o relator. 

A reunião preparatória foi presidida pelo deputado Belarmino Lins, segundo mais idoso da Casa, conforme estabelece o Regimento Interno da ALE-AM. Serafim Corrêa (PSB), mais idoso do plenário optou por trabalhar de casa virtualmente. 

Antes da escolha da definição do presidente e relator, a  chapa única da comissão processante do impeachment do governador Wilson (PSC) e vice-governador Almeida Filho (PTB)  foi aprovada por unanimidade dos presentes no plenário Ruy Araújo. A votação teve quórum de 23 deputados, dois por meio da internet e 21 presencialmente. As abstenções foram dos deputados  Álvaro Campelo que teve dificuldade de se conectar e o deputado presidente Josué Neto (PRTB) que se declarou impedido de conduzir o processo do impeachment.

A chapa única composta por até 17 membros continua com a mesma configuração: Fausto Júnior (PRTB), Delegado Péricles (PSL), Felipe Souza (Patriota), Therezinha Ruiz (PSDB), João Luiz (Republicanos), Alessandra Campêlo (MDB), Dr. Gomes (PSC), Saullo Vianna (PTB), Belarmino Lins (Progressistas), Dermilson Chagas (Podemos), Wilker Barreto (Podemos), Roberto Cidade (PV), Carlinhos Bessa (PV), Adjuto Afonso (PDT), Sinésio Campos (PT) e Joana Darc (PL) e Cabo Maciel (PL).

Uma nova votação foi necessária porque na última quinta-feira (9),reconheceu a inexistência de quórum mínimo da votação do dia anterior que aprovou a chapa única.

Alegando “foro íntimo” os deputados Álvaro Campelo e Mayara Campos do Progressistas declinaram participar da comissão processante. Belarmino que ocupa das vagas que o PP tem direito na comissão processante, optou por indicar o deputado Cabo Maciel (PL) de um outro partido para a segunda vaga da sigla.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.