Sábado, 19 de Outubro de 2019
ESQUEMA CRIMINOSO

Grupo é preso suspeito de vender carros alugados e faturar mais de R$ 6 milhões

Estelionatários ofereciam os automóveis em sites de compra e venda pela Internet



trio_1234_0E4CE626-20D7-42E6-8970-E1CB8CCE7F7F.JPG Fotos: Jair Araújo
17/09/2019 às 13:18

Um esquema que rendeu mais de R$ 6 milhões com aluguéis e vendas de veículos foi desarticulado pela Polícia Civil no Amazonas. Das 5 pessoas suspeitas de participarem do golpe, 3 foram presos: Isaac Correa Barbosa, 32 anos, Mauro Charlisson Nascimento Felipe, 18, e Ruan Silva Vital, 18.

A PC informou que o mentor do esquema, Francisco Silva Filho, e Gabriel Ferreira de Souza estão foragidos. As fotos dos dois foram divulgadas para que a população possa ajudar na captura dos suspeitos.



Segundo o secretário de Segurança Pública, Louismar Bonates, a operação denominada "Quimera" desarticulou a quadrilha que alugava veículos e os revendiam no mercado. Foram 73 veículos recuperados. 40 deles estão em uma quadra poliesportiva que fica ao lado da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), localizada no bairro Planalto, Zona Centro-Oeste.

O delegado Cícero Túlio, titular da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), explicou que foi montada uma empresa de fachada para conseguir alugar uma grande quantidade de veículos das locadoras.

As empresas exigiam R$ 100 mil de garantia para poderem alugar os veículos. O grupo então teria emprestado esse valor de uma organização criminosa. Após a posse dos carros, os estelionatários ofereciam os automóveis em sites de compra e venda pela Internet. Para facilitarem a venda, diminuíam os valores cobrados e prometiam várias vantagens aos compradores.

A polícia descobriu o esquema quando alguns veículos caíram nas mãos de uma facção criminosa que os usavam para cometer crimes. Durante as investigações dos crimes, descobriram que vários desses carros estavam alugados à empresa dos estelionatários. As locadoras procuraram a polícia e passaram as informações dos veículos. Posteriormente os compradores foram à delegacia para prestar esclarecimentos. As investigações duraram pelo menos 1 mês. Como havia indícios da prática dos crimes, foi pedida a prisão dos envolvidos.

Issac, Mauro e Ruan vão ser encaminhados para o Centro de Detenção Provisória (CDPM) 1, no quilômetro 8 da Rodovia BR-174. A Polícia Civil divulgou a foto dos foragidos para que a população possa ajudar na captura dos suspeitos.

News mark 33e2e16a 10de 400f 92c3 ec9d554e6edf
Repórter de A CRÍTICA

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.