Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020
Compras

Lojistas esperam 5,5% de aumento nas vendas neste final de ano

Movimento de clientes se intensifica, no comércio do centro e em Shopping Centers de Manaus, a menos de duas semanas do Natal



comercio_natal_B9FCADC3-D64C-4506-AD74-007FD679A3F1.JPG Foto: Euzivaldo Queiroz
16/12/2019 às 07:41

Os consumidores manauaras já iniciaram os preparativos para as festas de fim de ano. As vendas no comércio do Estado devem aumentar cerca de 5,5% em comparação ao mesmo período do ano passado. A informação foi dada pelo presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Amazonas (FCDL-AM), Ezra Azury Manoa.

De acordo com o empresário, existe a expectativa da geração de 4 mil novos postos temporários de trabalho neste período. Ele explicou que o consumo deve aumentar porque mais de 620 mil pessoas vão receber o 13º salário, que equivale em média a R$ 2.451 mil por cidadão, injetando assim, quase R$ 2 bilhões na economia. 



“O volume que estamos estimando que vá entrar na economia do Estado, nesse período, está em torno de R$ 1,9 bilhões. Parte desse dinheiro vai ser usada para pagamentos de dívidas, cerca de 27%, e o restante será para o consumo”, afirmou o presidente.

No Centro de Manaus, A CRÍTICA constatou o intenso fluxo de pessoas e veículos nas proximidades da avenida Eduardo Ribeiro, onde há várias lojas de diferentes segmentos. A dona de casa Maria Auxiliadora dos Santos, que foi a um estabelecimento de calçados para presentear as filhas, afirmou que em relação ao vestuário está satisfeita com os valores, mas reclamou do preço dos produtos alimentícios.

“Agora existem os brechós e neles a gente encontra roupas de R$ 15 ou R$ 10. E assim a gente vai economizando. A questão da alimentação é a mais preocupante porque a gente não pode ficar sem comer. O preço dos produtos está crescendo e quem recebe o salário mínimo sofre com essa situação”, disse Maria Auxiliadora.

Expectativa

De acordo com o gerente de uma das unidades da loja de sapatos Classe, Júlio César, há previsão para o aumento das vendas em janeiro de 2020, em que os pais e responsáveis se preparam para as voltas às aulas dos filhos. 

“O movimento está muito grande. Não trabalhamos com promoções, porque o valor dos nossos produtos são bem acessíveis aos consumidores, com variedades de masculino, feminino e infantil”, explicou.

Na loja Delicat, especializada em vendas de semijoias e artigos femininos, a reportagem também observou a grande procura por itens de beleza. Alessandro Fernandes, gerente do estabelecimento, disse que as vendas aumentaram nas últimas semanas de novembro.

“O setor que temos mais sucesso, é o de cosméticos e bijuterias. Não temos uma estimativa da quantidade de pessoas que entram diariamente na loja, mas podemos afirmar que, até o dia 31 deste mês, o fluxo vai ser intenso”, disse Alessandro.

Preços acessíveis

A nutricionista, Neide Brela, que foi  comprar maquiagens, afirmou que os preços das lojas no centro estão acessíveis. “A gente veio comparar os valores para estarmos preparados para as festas. Estou vendo que o blush e as sombras estão mais em conta nas lojas do Centro”, disse a nutricionista.

A gerente da loja Moda Show, Vânia Costa, disse que o movimento está maior do que em 2018 e acrescentou que o público feminino é predominante nesse período. “As pessoas estão procurando, antecipadamente, pelos presentes e as roupas de natal e ano novo. Nesse ano, estamos baixando o preço das roupas masculinas para ver se consegue chamar a atenção dos homens”, disse a gerente.

O barbeiro Sérgio Viana escolheu realizar as compras de natal e ano novo com antecedência para evitar o tumulto. “Eu e minha esposa estamos procurando por roupas adultas e infantis. Os preços estão acessíveis, basta ter um pouco de paciência e procurar pelas peças mais bonitas e baratas”, disse.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.