Sexta-feira, 19 de Abril de 2019
publicidade
PATR_CIA_4455A0A2-A672-4990-A33F-3123849F65BC.JPG
publicidade
publicidade

CRIME NA ZONA CENTRO-SUL

Lutadora de jiu-jítsu morre após ser baleada na cabeça durante sua festa de aniversário

Dois homens suspeitos de terem participado do crime foram presos. Patrícia da Cunha Leite, de 24 anos, morreu no Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio


27/01/2019 às 19:49

Baleada com um tiro na cabeça durante sua festa de aniversário, a lutadora de jiu-jítsu Patrícia da Cunha Leite, de 24 anos, morreu na tarde deste domingo (27) no Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, na Zona Leste de Manaus. A morte dela será investigada pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

O crime ocorreu na madruga de hoje na Rua 31 de julho, no Japiim, na Zona Centro-Sul. Conforme informações da Polícia Civil, por volta das 3h, PMs receberam uma denúncia de que quatro homens em um carro modelo Corsa estariam cometendo assaltos pelos bairros São Lázaro, Santa Luzia e Japiim, todos na Zona Centro-Sul de Manaus. Em diligência, a PM conseguiu identificar os suspeitos próximo à Avenida Tefé, na Zona Sul da capital. 

Conforme a 3ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), dois homens do grupo realizaram assalto na residência onde estava ocorrendo o aniversário da jovem e efetuaram disparos contra a vítima após anunciar assalto. O celular de uma das convidadas da festa também foi roubado durante a ação.

Hoje no Instituto Médico Legal (IML), a família pediu para que a Polícia Civil chegue logo ao mandante do crime. “Queremos que faça justiça e que a polícia encontre o verdadeiro mandante”, disse um familiar que pediu para não ser identificado.

Ainda segundo familiares, Patrícia estava tomando banho na piscina quando dois homens chegaram ao local e a chamaram. Patrícia foi atender a dupla quando foi recebida a tiros. 

Prisões 

Dois dos suspeitos de participação no caso foram presos e identificados como Carlos Eduardo de Alencar Navegante, 22, e Carlos Abraão Rodrigues Farias, 19. Outros dois conseguiram fugir após a PM revidar disparos e furar os pneus do veículo, sendo abandonado próximo ao Campo do Betanhão. 

Em depoimento, os dois homens informaram que o veículo havia sido tomado em assalto pelo “Pequeno” em momento anterior (próximo a Bola da Suframa) e que os dois só embarcaram no carro posteriormente. 

Ainda segundo a 3ª Cicom, o carro pertence a uma empresa e estava locado para um motorista de aplicativo identificado como Licio Miranda Magalhães, 34 anos, que não foi localizado em sua residência. De acordo com a PM, ele chegou no 1° Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde o caso foi registrado, de táxi e alegou que estava em cativeiro em uma casa situada na rua Adalberto Vale, na Betânia. O proprietário do imóvel, Ronaldo Borges Silva, foi levado ao local posteriormente pela equipe policial para prestar esclarecimentos.

publicidade
publicidade
Corpo de ex-presidente do Peru que deu um tiro na própria cabeça é velado em Lima
Ex-presidente do Peru morre após dar tiro na cabeça ao ser preso
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.