Quarta-feira, 20 de Novembro de 2019
EDUCAÇÃO E DISCIPLINA

Mais duas escolas públicas serão administradas por militares no AM

Localizadas na Zona Norte e Sul, as escolas terão militares da reserva como professores e monitores



Colegio_militar_vida_loca_33EF0A83-E81E-4CE6-8B19-EB5E9D626C53.jpg Foto: Antônio Lima
02/10/2019 às 10:58

As escolas estaduais Nelson Alves Ferreira, localizada na Betânia, Zona Sul de Manaus, e Professora Tereza Siqueira Tupinambá, situada no bairro Cidade Nova, Zona Norte, foram selecionadas pelo Ministério da Educação (MEC) no projeto implantação do ensino militar para 2020. Com a adesão das duas escolas, o AM passa a contar com 12 escolas sob administração de militares.

Voltado para escolas localizadas em áreas de alta vulnerabilidade social e com baixo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), indicador que mede a qualidade do rendimento dos alunos, o projeto irá investir R$ 1 milhão [por escola] em novas estruturas, material didático, equipamentos e financiar o novo quadro de professores, que além de pedagogos, irá contar com militares da reserva. Ao todo, no país, foram selecionadas 54 escolas.



De acordo com o MEC, os militares irão atuar como monitores, acompanhando os alunos e 'estreitando a ponte' com as famílias. "Nossa ideia é fazer com que o ensino melhore em todos os sentidos nas escolas que receberão o modelo", afirma Abraham Weintraub, ministro da Educação.

Além do ensino nas salas de aula, os militares serão responsáveis por atividades como supervisão escolar e psicopedagogia, além de exercerem funções administrativas.

Investimento

As escolas em que haverá pagamento de pessoal são as que fizeram parceria com o MEC e o Ministério da Defesa. Os profissionais vão receber 30% da remuneração que recebiam antes de se aposentar.

Os estados poderão ainda destinar policiais e bombeiros militares para apoiar a administração das escolas. Nesse caso, o MEC repassará a verba ao governo, que, em contrapartida, investirá na infraestrutura das unidades, com materiais escolares e pequenas reformas.

Atualmente o Amazonas possui 10 escolas sob administração de militares. São elas: Colégio Militar de Manus (CMM), coordenado pelo Exército Brasileiro; e Colégio Militar da Polícia Militar, Escola Estadual Marcantônio Vilaça, Escola Estadual Professor Waldocke Fricke de Lyra, Escola Estadual Áurea Pinheiro Braga, Escola Estadual Ten. Coronel Cândido José Mariano, Escola Estadual Senador Evandro das Neves Carreira, Escola Estadual Profª Eliana de Freitas Morais, Escola Estadual Coronel Pedro Câmara, Escola Estadual Jamil Seffair – todos geridos pela Polícia Militar em parceria com a Secretaria de Educação do Amazonas (Seduc-AM).

Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.