Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019
VIOLÊNCIA

Manaus é a 34ª cidade mais violenta do mundo, aponta ranking mexicano

A capital amazonense subiu 12 posições em comparação com o ranking de 2016 feito pela organização mexicana “Segurança, Justiça e Paz”. Levantamento considera número de homicídios



hom.JPG Foto: Arquivo/AC
07/03/2018 às 21:46

Manaus é a 34ª colocada no ranking das 50 cidades mais violentas do mundo em 2017. O levantamento foi elaborado pela organização de sociedade civil mexicana Segurança, Justiça e Paz e foi divulgado na última terça-feira (6) pela entidade. A pesquisa considera as taxas de homicídios dos municípios para cada 100 mil habitantes.

A capital amazonense subiu 12 posições na comparação com o ranking de 2016, onde apareceu no 46º lugar. Em 2017, a taxa de homicídios na cidade cresceu de 38,25 (801 ocorrências ao todo) para 48,07 (1.024 registros).

O estudo mexicano é feito desde 2013 e considera apenas municípios com mais de 300 mil habitantes. O Brasil é o país com mais cidades na lista de 2017. Ao todo, aparecem 17 municípios brasileiros no ranking. Natal (RN), em 4º lugar, com taxa de 102,56 homicídios por 100 mil habitantes é a primeira colocada do País.

Outros municípios brasileiros que aparecem no ranking são: Fortaleza (CE), Belém (PA), Vitória da Conquista (BA), Maceió (AL), Aracaju (SE), Feira de Santana (BA), Recife (PE), Salvador (BA), João Pessoa (PB), Porto Alegre (RS), Macapá (AP), Campos de Goycatazes (RJ), Campina Grande (PB), Teresina (PI) e Vitória (ES).

Belém é o pior município da Região Norte, ocupando o 10º lugar, com a proporção de 71.38 mortes. Macapá aparece na 40ª posição (taxa de 40,24). Todos os municípios nortistas registraram aumento de homicídios entre 2016 e 2017.

No ranking, Manaus está à frente de cidades como Detroit (EUA), New Orleans (EUA) e Porto Alegre. Cidades de países envolvidos em conflitos bélicos não são inclusas no levantamento.

Transparência rende elogios a SSP-AM

Apesar do aumento no número de homicídios registrados em Manaus, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) é elogiada no texto analítico do levantamento mexicano pela transparência na apresentação dos dados.

“O Governo do Amazonas e sua Secretaria de Segurança Pública são outro modelo de transparência e prestação de contas digno de ser imitado”, diz o documento.

Para elaborar o ranking, a organização Segurança, Justiça e Paz utiliza dados obtidos com fontes oficiais da internet.

SSP-AM diz que criminalidade reduziu

Em nota, a SSP-AM afirmou que tem adotado medidas para fortalecer a atuação das forças de segurança no Amazonas e afirmou que os índices de criminalidade no Estado diminuíram no último trimestre de 2017.

“Desde outubro do ano passado, a SSP-AM intensificou as operações integradas na capital e interior, reimplantou o patrulhamento policial nos bairros das zonas leste, norte e centro-sul, reativou o policiamento aéreo e fluvial e promoveu melhorias também aos servidores”, diz a nota.

“Com essas ações, só entre outubro e dezembro, o sistema de segurança conseguiu conter uma sequência de crescimento nos indicadores de criminalidade e reduziu em 7,2% os homicídios no último trimestre do ano, diminuiu em 13% os Latrocínios e conseguiu apreender 6,5 toneladas de entorpecentes, fechando o ano com a apreensão de volume recorde de 16 toneladas”, finaliza o comunicado no qual a pasta também promete novos investimentos em melhorias de infraestrutura para combater a criminalidade.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.