Sábado, 24 de Julho de 2021
LUTO

Manaus perde o icônico Jokka Loureiro, da tradicional peixaria, aos 70 anos

Causa da morte ainda não foi confirmada oficialmente; Jokka tinha peixaria no São Raimundo, com privilegiada vista do Rio Negro, e perdeu a esposa no mês de janeiro



joca__2__287A1F7A-820B-4793-B93D-C964E4FD3CA3.jpg Foto: Márcio Silva
15/06/2021 às 08:31

O empresário amazonense Joaquim Loureiro, conhecido como "Jokka", conhecido por sua peixaria localizada no bairro São Raimundo, morreu na madrugada desta terça-feira (15). A causa da morte ainda não foi confirmada oficialmente. O restaurante de Jokka é bastante conhecido na capital amazonense, ponto de encontro de diversos políticos locais e personalidades amazonenses.

O velório acontece na Funerária Gurgel, no Santo Antônio, das 10h às 15h. O sepultamento será no cemitério Santa Helena, a partir das 16h. 



Figura tipicamente manauara, "Jokka" trabalhou mais de 30 anos vendendo peixe frito na casa onde mora com vista para o rio Negro. A fachada da peixaria e todas as paredes são repletas de slogans curiosos. A habilidade com as palavras era considerada um dom, além de criar diversas frases criativas como “Pra você que está vindo pela primeira vez, não dê uma de gostoso porque, aqui, gostoso só o peixe e o dono”. 

Jokka foi casado por quase 50 anos com Maria do Carmo, que faleceu em janeiro deste ano. Natural de Acajatuba, no Iranduba, ele deixou três filhos; James, Hudson e Jamille. Filho de portugueses, Jokka ficou conhecido pela, digamos, pecualiaridade no trato com os clientes. ". E cliente chato eu mando embora, pois a casa é minha", disse ele em entrevista ao Jornal A Crítica em 2017. 

A história com a peixaria foi herança dos pais. "No início a peixaria era um barzinho de madeira bem pequenininho onde o cara pisava na tábua e ela vinha na cara do camarada. Depois comecei a vender o peixe frito e as pessoas começaram a gostar. Conheço peixe porque o meu pai era dono de barco de pesca também e teve uma época que eu viajei por algum tempo em um barco desses. E fiquei conhecedor de peixe. Aí resolvi fazer a peixaria".

A perda de Jokka deixa Manaus sem uma de suas mais ilustres figuras - e sem o seu tempero especial em uma das principais iguarias da culinária amazonense. 

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.