Sexta-feira, 19 de Abril de 2019
publicidade
publicidade
publicidade

ASTRONOMIA

Manaus sedia maior evento científico para ensino de astronomia da América Latina

O Encontro Regional de Ensino e Astronomia (EREA) começou nesta manhã no auditório da Escola Normal Superior da Universidade do Estado do Amazonas (ENS/UEA)


13/03/2019 às 14:35

Os olhos dos amantes dos astros estão voltados para os céus amazônicos da última quarta-feira (13) até a próxima sexta-feira, dia 15, quando Manaus sedia pela primeira vez o Encontro Regional de Ensino e Astronomia (EREA), em sua 76ª edição. O evento científico é o maior para o ensino de astronomia da América Latina e começou nesta manhã no auditório da Escola Normal Superior da Universidade do Estado do Amazonas (ENS/UEA), na avenida Djalma Batista, Chapada, Zona Centro-Sul. A organização é do Núcleo de Ensino e Pesquisa em Astronomia (Nepa), com apoio da ENS/UEA e secretarias de Estado (Seduc) e Município (Semsa) da Educação.

“O Encontro Regional de ensino e Astronomia não é um evento de divulgação científica, mas, sim, um curso de capacitação voltado unicamente para professores da Seduc e Semed. É o maior evento científico voltado para o ensino de astronomia que temos na América Latina. É a primeira vez que esse evento vem para Manaus. Vamos ter materiais como planetários, caleidoscópios e oficinas de astronomia e astronáutica”, destaca o astrônomo, físico e doutor em astrofísica, português Nelio Martins da Silva Azevedo Sasaki, coordenador do Nepa, diretor do Planetário Digital Nepa Parintins e Manaus e professor adjunto da UEA - ele também é o coordenador do evento.


À esquerda, ao microfone, o astrônomo, físico e doutor em Astrofísica, Nelio Sasaki, um dos coordenadores do 76º EREA / Foto: Junio Matos/Freelancer

O professor João Canalle, representante da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), também é um dos coordenadores/realizadores do 76º Erea. Para o especialista, eventos como o EREA dão sua contribuição à Ciência por serem importantes para a capacitação dos professores de formações diversas que ensinam Ciências. “Infelizmente muitos professores, ou quase todos eles, nunca tiveram uma disciplina optativa ou eletiva de Astronomia quando fizeram sua graduação. Eles são colocados na situação de terem que ensinar Astronomia, seja no ensino fundamental ou médio”, ressalta Canalle.


O professor João Canalle, representante da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica ((OBA) e um dos realizadores do evento / Foto: Junio Matos/Freelancer 

Opinião

Oriundo da rede estadual de ensino de Manacapuru, município a 86 quilômetros de Manaus, o professor de Ciências Samuel Feitosa do Carmo, 25, falou que o evento é de fundamental importância para o desenvolvimento do ensino.

“E esse evento é muito importante pela questão do incentivo à divulgação da Astronomia. Muitas vezes não conseguimos trabalhar esses assuntos por falta de materiais. A partir daqui posso ter novas ideias para trabalhar novas metodologias. E achei interessante, também, sobre a Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA). Tudo isso motiva o professor a dar o melhor para o seu aluno”, disse ele, que ministra para alunos de 8° a 9° anos do ensino fundamental e para estudantes do 1° do ensino médio.

Frase

“(o EREA) É o maior evento científico voltado para o ensino de astronomia que temos na América Latina. É a primeira vez que esse evento vem para Manaus”.

Nelio Martins da Silva Azevedo Sasaki, coordenador do Nepa, diretor do Planetário Digital Nepa Parintins e Manaus e professor adjunto da UEA.

Evento para estimular professores e alunos

O professor do Departamento de Física da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Marcelo Brito da Silva, destaca que o 76º EREA traz uma motivação para os professores que trabalham nas redes públicas e particular de ensino e que pode estar incentivando cada vez mais a participação destes professores para que os alunos participem das Olímpíadas de Astronomia (OBA), de lançamentos de foguetes, que acontecem em maio.

Relacionados ao tema, a Ufam tem os projetos Clube de Astronomia - que acontece semanalmente às terças-feiras promovendo observações por meio dos telescópios da instituição no Campus Universitário  - e outro criado por alunos com suporte da Universidade: o Cosmos, que é um projeto de extensão da Ufam a partir de oficinas e palestras nas escolas, preparando alunos para as Olimpíadas Brasileiras de Física, explica Silva.

76ª EREA tem presença de planetaristas cariocas

O 76º Encontro Regional de Ensino e Astronomia conta com a a participação de jovens do cariocas planetaristas e oficineiros da Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA).

No Encontro eles participam ativamente das oficinas ajudando e aplicando as atividades.

“Somos em total de cinco pessoas e todos fazem um pouquinho de tudo. São pessoas treinadas e capacitadas ao longo do ano e fazemos esse trabalho no Rio de Janeiro e em todo o País”, explica o coordenador do grupo, Leandro Faria.

Segundo ele, no EREA se desmistisfica várias coisas erradas que as pessoas aprendem na escola, tirando dúvidas e descobrindo que a Astronomia pode ser muito mais divertida e interessante do que apenas sentar na sala de aula e ouvir alguém falando. “Você tem várias atividades práticas. A Astronomia temos como a ciência mais antiga que existe. Então, há muitas histórias para contar de diversas culturas e diversos povos. Você não precisa ter só quela Astronomia engessada de Física e Matemática; pode-se melhorar isso, tornar isso muito mais interessante com atividades práticas e histórias, com atividades lúdicas que ajudam muito no aprendizado e no ensino”, relata o coordenador dos planetaristas cariocas.

Leandro Faria cita que os professores podem ensinar Astronomia utilizando materiais de baixo custo como canos de PVC, bola de isopôr e palitos de churrasco. “São coisas baratas que os próprios alunos terão acesso e poderão ver aquilo funcionando”, explica Faria.

publicidade
publicidade
Bolsonaro e Paulo Guedes se contradizem ao falar sobre Zona Franca de Manaus
Celebrações religiosas marcam Sexta-feira da Paixão na Catedral de Manaus
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.