Publicidade
Manaus
ACIDENTE

Mulher morre atropelada por ônibus e família reclama de falta de assistência em Manaus

A família alega imprudência do motorista da linha 650. Ele, juntamente com a cobradora, teriam fugido após o acidente nesse domingo (29) 30/07/2018 às 11:48 - Atualizado em 30/07/2018 às 14:05
Show acidente agora
O acidente aconteceu na Bola do Produtor, na Zona Leste de Manaus (Foto: Divulgação/Manaustrans)
Amanda Guimarães Manaus (AM)

A cozinheira Luzenira Melo de Souza, de 27 anos, morreu nesse domingo (29), após ser atropelada por um ônibus da empresa Global Green, na Bola do Produtor, no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste de Manaus. A família da vítima, que deixou um filho de 10 anos, reclama da falta de assistência. 

Durante o velório realizado na manhã desta segunda-feira (30) a irmã da vítima, Ines Monteiro, afirmou que a Global Green divulgou que estava oferecendo assistência para a família da cozinheira, mas isso não está acontecendo.

"A Global Green divulgou que está prestando assistência para a família, mas isso é uma mentira. O meu irmão passou o contato para o representante da empresa, mas até agora eles não nos ligaram. Estamos em choque com tudo que aconteceu e revoltados com o posicionamento da empresa", comentou. 

A família de Luzenira alega imprudência do motorista da linha 650. Ele, juntamente com a cobradora, teriam fugido após o acidente. "Ela foi atingida pelo ônibus quando estava subindo na calçada. Um rapaz, que pode servir como testemunha, nos contou que o motorista estava discutindo com uma passageira no momento do acidente. Ele não viu a minha irmã. Foi culpa do motorista", destacou a mulher.

Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa da Global Green confirmou o acidente envolvendo a linha 650 nesse domingo e afirmou que um perito foi encaminhado até o local do acidente. Segundo a empresa, a cozinheira acabou atravessando sem olhar na Bola do Produtor, enquanto o motorista não conseguiu parar o veículo. 

A Global Green destacou que a família da vítima precisa procurar a empresa para que os procedimentos sejam realizados em torno da assistência. Ainda a instituição recomendou que os familiares se encaminhem até a sede da empresa nesta terça-feira (31), portando em mãos um Boletim de Ocorrência (BO) sobre o caso. 

Publicidade
Publicidade