Sábado, 14 de Dezembro de 2019
NEGÓCIOS

Petrobras aprova venda de refinaria em Manaus e mais sete

Fundada em janeiro de 1957, Refinaria Isaac Sabbá processa 7,3 milhões de litros de petróleo por dia. Estatal tem 13 refinarias



REMAN_6381BFF3-64C8-40F5-A49F-461DBE1791AF.JPG Refinaria está localizada no Distrito Industrial. Foto: Arquivo/AC
26/04/2019 às 21:10

O Conselho de Administração da Petrobras aprovou, nesta sexta-feira (26), a venda da Refinaria Isaac Sabbá (Reman), no Distrito Industrial, Zona Sul de Manaus. Também foram aprovadas as vendas de mais sete refinarias no País e da rede de postos no Uruguai (Pudsa), além da redução de sua participação na BR Distribuidora.

A decisão do Conselho foi divulgada em fato relevante distribuído ao mercado. As iniciativas, segundo a Petrobras, fazem parte do Plano de Negócios e Gestão 2020-2024, que tem previsão de aprovação e divulgação no quarto trimestre deste ano.



Fundada em janeiro de 1957 pelo empresário Isaac Sabbá, em cerimônia com a presença do presidente Juscelino Kubitschek, a Reman foi incorporada ao Sistema Petrobras em maio de 1974. Desde o ano 2000, ela opera com capacidade de processamento de 7 milhões e 300 mil litros de petróleo por dia (46 mil barris/dia).

As outras refinarias que também serão vendidas são: Abreu e Lima (Pernambuco), Landulpho Alves (Bahia), Gabriel Passos (Minas Gerais), Presidente Getúlio Vargas (Paraná), Alberto Pasqualini (Rio Grande do Sul), Isaac Sabbá (Amazonas), Unidade de Industrialização do Xisto (Paraná) e Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste (Ceará).

Juntas à Reman, as refinarias têm capacidade de processamento de 1,1 milhão de barris por dia. No total, a Petrobras tem 13 refinarias.

De acordo com a Petrobras, a venda das refinarias visa à concentração em ativos de maior rentabilidade e a dar mais competitividade e transparência ao segmento de refino no Brasil.

“No caso da BR Distribuidora, encontra-se em estudo a realização de uma oferta pública secundária de ações. Atualmente, a participação da Petrobras no capital da BR Distribuidora é de 71%”, afirma a estatal.

Está em estudo por parte da Petrobras a realização de uma oferta pública secundária de ações (follow-on). A participação da empresa deve cair para 40%.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.